Conecte-se conosco

Adolescente vence a pornografia e pensamentos suicidas, após encontro com Deus: “Experiência surreal”

Publicado

em

Julie Adams contou como Deus a encontrou no momento mais escuro de sua vida, onde suicídio, pornografia e pecado faziam parte da sua vida – Imagem: Reprodução/YouTube

Uma jovem corajosamente compartilhou como Deus a encontrou no momento mais escuro de sua vida, onde pensamentos suicidas, pornografia e o pecado faziam parte do seu estilo de vida. Ela conta como Jesus nunca desistiu dela e testemunhou sua mudança de vida, após encontrar com o Senhor. Ela revelou o seu testemunho em seu canal no YouTube. O vídeo inclusive, já foi visto mais de 557 mil vezes. “Minha esperança com este testemunho é que ele te encoraje, te dê paz, e te convença a passar mais tempo com Deus”, disse ela.

Julie Adams cresceu em uma família cristã e na igreja, mas nunca teve um relacionamento real com Deus. Ela entregou sua vida a Jesus, porém não foi com muita vontade, amor e intensidade.

No ensino médio, ela começou a ficar entediada com a fé e se voltou para o entretenimento mundano. Ela se afastou de sua caminhada com Cristo, ia para a igreja e não prestava atenção no que era ministrado no templo.

Publicidade

Então, na escola, ela foi apresentada a um mundo de imoralidade. Assim, ela aprendeu a xingar com suas palavras e a assistir pornografia. Julie também começou a ficar confusa quando soube de um casal do mesmo sexo e que fazia sexo antes do casamento. Como resultado, ela pensou que poderia ser lésbica e começou a perseguir meninas. Aos 16 anos, ela se viciou em pornografia e se masturbou por muito tempo.

DEPRESSÃO NA ADOLESCÊNCIA

Depois de se formar no colégio, Julie caiu em uma depressão profunda e sombria. Ela tinha ansiedade, transtorno do pânico e também estresse pós-traumático. Foram os dias mais sombrios de sua vida. O álcool também se tornou sua rede de segurança. Ela até pensou em bater o carro para se matar.

Durante a faculdade, ela largou a escola e chegou a um ponto em que não acreditava mais em Deus.

Publicidade

Em setembro de 2018, ela foi para a Europa e foi em uma boate, onde foi abusada sexualmente. Foi um momento decisivo em sua vida.

Um mês depois, Julie começou a ir à igreja algumas vezes, enquanto ainda tomava remédios para depressão e ansiedade. Mas foi então que ela começou a encontrar esperança. Logo, durante um culto, em uma chamada de altar, ela decidiu voltar para Jesus, e assim, provar que Cristo realmente existia.

ENCONTRO COM DEUS

Enquanto estava sentada e orando, de repente, ela sentiu todo o peso sair dela. Sua depressão e ansiedade desapareceram.

“Foi a experiência mais surreal que jamais esquecerei em toda a minha vida. Literalmente parecia que alguém estava me puxando para fora de mim. Como todas as vertentes da depressão e ansiedade, o estresse”, lembrou ela.

Mais tarde, ela passou por muitos processos de crescimento, mas superou por causa da graça de Deus. Quando ela conheceu o Senhor verdadeiramente, ela orou muito sobre seus vícios. Ela se arrependeu, ajoelhou-se e chorou porque aquilo estava tomando conta de sua vida.

Hoje, Julie confia em Deus em meio a suas lutas. Durante a quarentena, ela passou a maior parte do tempo com Deus e passou a conhecê-lo mais. E ela diz que se sente uma nova pessoa.

Publicidade

Destaques do Mês