Conecte-se conosco

Casal dá à luz a gêmeas, após 18 anos de tentativas: “O tempo de Deus é perfeito”

Publicado

em

Foto: Arquivo Pessoal

Um casal de Mandaguari, na região norte do Paraná, deu à luz a gêmeos, após 18 anos. Depois de se casarem em 2001, Geisislaine Aleixo da Silva Balestrim, 37 anos, e Isaac Balestrim Júnior, 39 anos, queriam criar uma família. Mas, foram anos de tentativas até que enfim realizaram o sonho de serem pais, e veio em dobro. O casal tiveram duas bebês, Isabelly e Stefany.

“Perdi muito tempo em ginecologista que dizia que era ovário policístico. Fazíamos vários exames meus e do meu esposo. Na época, quase não se falava em fertilização, e só quem tinha muita condições financeiras é que fazia. Resolvi ir a uma consulta com especialista, que fez exames e me disse que eu não tinha nada e que o problema era com meu esposo. Mas ele foi muito grosso no atendimento e me senti insegura. Parecia muito desumano e era muito caro o tratamento com ele”, disse Geisislaine.

Após muitas tentativas, o casal resolveu ir a um consultório de um médico especialista em reprodução humana em agosto de 2019.

Publicidade

“A Rosália [recepcionista] me deu muita força, me dizendo que desta vez iria dar tudo certo. Na consulta com o Dr. Vinícius, ele nos recebeu com um bom aperto de mão e disse ‘graças a Deus que vocês vieram’. Senti segurança. Parecia que já nos esperava há muito tempo. Quando conversamos, vi que, além de profissional, ele colocava Deus à frente de tudo”, relata a mãe.

“Fui na igreja, busquei a palavra de Deus e o Senhor me disse: ‘vou te abrir a porta. Colocarei um anjo no seu caminho. Eu sou aquele que entra na medicina e sou glorificado através dela. Faça tudo o que o anjo te disser. O Dr. Vinícius foi esse anjo que o Senhor usou”, conta.

O médico disse que a história do casal é um exemplo de perseverança e resume em “Emoção, realização e fé”.

Publicidade

“Trabalhar com a Medicina Reprodutiva Humana é sempre uma caixinha de surpresas. Esta é a história real do casal que esperou, tentou, aguardou e buscou pelo tão sonhado positivo durante 18 anos. Uma linda história de amor de um casal que sonhou junto. E eu, como médico, tive a imensa honra de fazer parte desta história. Emoção, realização e fé”, disse o médico.

O casal iniciou então os procedimentos padrão, como exames de ultrassom, espermograma e uso de medicamentos para estimular o amadurecimento de óvulos.

“Ele disse que não via problemas em nós, mas pelo tempo de tratamento que já estávamos, eu disse que não aguentava mais e queria ir direito para a fertilização”, disse Geisislaine. A confirmação da gravidez veio em 29 de outubro e foi gravada pelo casal.

“O nosso positivo foi um milagre e, para completar, quando fiz a primeira ultrassom, descobri que eram dois bebês. Vi que o Senhor me abençoou em dobro. Sempre sonhei em ter uma menina, e Deus me deu duas”, disse emocionada.

A gêmeas nasceram na madrugada de 24 de maio de 2020, com 34 semanas de gestação. Segundo a mãe, as recém-nascidas ainda precisaram quatro dias na UTI em um hospital em Maringá, onde nasceram.

Publicidade

“Foi difícil, mas todos aqueles a que Deus tem uma promessa passam por luta aqui na terra, mas sempre têm a vitória. E quais seriam os planos para o futuro? “Antes de elas serem minhas, elas são de Deus. Quero ensinar o bom caminho a elas, que venham a ser humildes, fiéis e tementes a Deus. O tempo de Deus é perfeito e tem seus mistérios, porém, não nos cabe entender, somente aceitar”, disse.

 

De Belo Horizonte para o mundo. Editor do Gospel Minas. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês