Conecte-se conosco

Minas Gerais

“Deus me deu essa missão”, diz prefeito de BH sobre guiar a cidade em ano de tragédias

Publicado

em

Prefeito Alexandre Kalil – Foto: Abraão Bruck

O prefeito da capital mineira, Alexandre Kalil, disse em uma entrevista ao Jornal Estado de Minas que Deus o escolheu para guiar os belo-horizontinos frente as tragédias que aconteceram e vem ocorrendo em BH neste ano de 2020. Belo Horizonte e várias cidades de Minas Gerais sofreram com as chuvas nos primeiros meses, além disso, vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus.

– Muita gente que tem muito mais fé do que eu, me diz o seguinte: ‘Deus te escolheu para enfrentar isso’. Então, se fui escolhido para enfrentar essa pandemia e a destruição da cidade, que já está reconstruída, graças a Deus. O bom é isso, porque o pessoal até esqueceu que essa cidade foi destruída. Isso quer dizer que fui escolhido. Então, eu tenho que acreditar que Deus me deu essa missão. E eu vou me apegar a Ele, junto com a medicina, a probabilidade, a estatística, a matemática, para tentar passar da melhor forma possível por esse período muito duro que estou passando – Disse Alexandre Kalil.

O chefe do Executivo Municipal falou sobre a pressão que vem sofrendo pela população de BH. Boa parte dos moradores defendem o isolamento com medo do avanço da Covid-19, outra parte cobra do prefeito a abertura imediata do comércio.

Publicidade

– Esse assunto, tenho dito, que agora apareceram os parasitas do vírus [Opositores], e da morte, e da tragédia. Então, eu não admito que a minha cabeça pense um negócio desse. Eu acho abominável, acho pior que roubar na saúde. Estamos mexendo com vida. Tem que pensar que vou tomar atitude aqui, e chegar um cara perto de mim e falar assim: ‘Você foi o culpado pela morte da minha mãe’. Eu não tenho idade para aguentar mais esse tipo de coisa. Isso eu não vou levar nas minhas costas, definitivamente – Disse o prefeito que possui 61 anos.

Kalil aproveitou para criticar o presidente Jair Bolsonaro que vem condenando o isolamento, além de apoiar a abertura do comércio. Segundo o prefeito, as atitudes de Bolsonaro afetaram o comportamento de grande parte da população brasileira.

– O distanciamento seria mais sério (se ele desse o exemplo), porque aí estaria o presidente, o governador, o prefeito falando a mesma coisa. Numa linha só, no Brasil inteiro, e nós já teríamos passado por isso. Então, o negativismo foi um desastre para o Brasil, um desastre. E é aquilo que eu volto a dizer: é dicotômico, né? Agora, está derramando trilhões no país por causa de uma gripezinha, que não é uma gripezinha. Se fosse, não tinha essa despesa toda que está tendo – Disse Kaliu.

Publicidade

A cidade Belo Horizonte possui 7.144 casos confirmados do novo coronavírus. Destes, 158 perderam a vida para a doença. Por outro lado, 4.848 se recuperam da Covid-19 de acordo com a prefeitura. Já o estado de Minas Gerais possui 50.707 casos com 1.059 mortes. Mas 30.469 se recuperaram da doença conforme boletim divulgado pelo governo.

 

 

De Belo Horizonte para o mundo. Editor do Gospel Minas. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês