“Deus me deu essa missão”, diz prefeito de BH sobre guiar a cidade em ano de tragédias

Belo Horizonte e várias cidades de Minas Gerais sofreram com as chuvas nos primeiros meses e agora com a pandemia do novo coronavírus

Prefeito Alexandre Kalil – Foto: Abraão Bruck

O prefeito da capital mineira, Alexandre Kalil, disse em uma entrevista ao Jornal Estado de Minas que Deus o escolheu para guiar os belo-horizontinos frente as tragédias que aconteceram e vem ocorrendo em BH neste ano de 2020. Belo Horizonte e várias cidades de Minas Gerais sofreram com as chuvas nos primeiros meses, além disso, vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus.

– Muita gente que tem muito mais fé do que eu, me diz o seguinte: ‘Deus te escolheu para enfrentar isso’. Então, se fui escolhido para enfrentar essa pandemia e a destruição da cidade, que já está reconstruída, graças a Deus. O bom é isso, porque o pessoal até esqueceu que essa cidade foi destruída. Isso quer dizer que fui escolhido. Então, eu tenho que acreditar que Deus me deu essa missão. E eu vou me apegar a Ele, junto com a medicina, a probabilidade, a estatística, a matemática, para tentar passar da melhor forma possível por esse período muito duro que estou passando – Disse Alexandre Kalil.

 

Leia Mais:

+Após perder mãe por Covid-19, ator lança documentário sobre como conheceu Jesus

+Bolsonaro recebe visão de pastora cega e se emociona

+Cobras voadoras encontradas na Ásia intrigam cientistas

 

O chefe do Executivo Municipal falou sobre a pressão que vem sofrendo pela população de BH. Boa parte dos moradores defendem o isolamento com medo do avanço da Covid-19, outra parte cobra do prefeito a abertura imediata do comércio.

– Esse assunto, tenho dito, que agora apareceram os parasitas do vírus [Opositores], e da morte, e da tragédia. Então, eu não admito que a minha cabeça pense um negócio desse. Eu acho abominável, acho pior que roubar na saúde. Estamos mexendo com vida. Tem que pensar que vou tomar atitude aqui, e chegar um cara perto de mim e falar assim: ‘Você foi o culpado pela morte da minha mãe’. Eu não tenho idade para aguentar mais esse tipo de coisa. Isso eu não vou levar nas minhas costas, definitivamente – Disse o prefeito que possui 61 anos.

Kalil aproveitou para criticar o presidente Jair Bolsonaro que vem condenando o isolamento, além de apoiar a abertura do comércio. Segundo o prefeito, as atitudes de Bolsonaro afetaram o comportamento de grande parte da população brasileira.

– O distanciamento seria mais sério (se ele desse o exemplo), porque aí estaria o presidente, o governador, o prefeito falando a mesma coisa. Numa linha só, no Brasil inteiro, e nós já teríamos passado por isso. Então, o negativismo foi um desastre para o Brasil, um desastre. E é aquilo que eu volto a dizer: é dicotômico, né? Agora, está derramando trilhões no país por causa de uma gripezinha, que não é uma gripezinha. Se fosse, não tinha essa despesa toda que está tendo – Disse Kaliu.

A cidade Belo Horizonte possui 7.144 casos confirmados do novo coronavírus. Destes, 158 perderam a vida para a doença. Por outro lado, 4.848 se recuperam da Covid-19 de acordo com a prefeitura. Já o estado de Minas Gerais possui 50.707 casos com 1.059 mortes. Mas 30.469 se recuperaram da doença conforme boletim divulgado pelo governo.

 


Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.