Conecte-se conosco

Mundo

Este garoto muito pobre tinha que atravessar um rio para ir à escola todos os dias: hoje ele estuda em Harvard

Publicado

em

Romnick L.Blanco- Foto: Reprodução

Apesar de a vida nos colocar imediatamente diante de grandes dificuldades, devemos tentar não nos deixar levar por elas. Com muita força de vontade, você pode superar obstáculos que se acreditava insuperáveis ​​e pode até mudar sua vida se desejar ardentemente.

Publicidade

De acordo com o GreenEarth, Romnick L.Blanco é um garoto filipino de uma família extremamente pobre, mas que, apesar de tudo, foi capaz de ‘cerrar os dentes’ para alcançar objetivos muito importantes. Ele é o 7º de 9 filhos de um agricultor e uma dona de casa. A história dele foi contada ao GreenEarth (veja no final da matéria).

Romnick, ao contrário de seus irmãos mais velhos, que abandonaram a escola nos níveis fundamental e médio, sempre estudou, a pedido de sua própria família, mas tinha que atravessar um rio a pé para chegar à escola; hoje, após vários anos, ele se formou e estudou em uma das universidades de maior prestígio do mundo: Harvard.

Publicidade

FAMÍLIA EXTREMAMENTE POBRE

Romnick vem de uma família camponesa extremamente pobre. Exatamente por causa de sua condição financeira, o seu pai sempre quis que Romnick levasse seus estudos a sério e os terminasse, ao contrário de seus outros irmãos e irmãs.

Certamente não foi fácil para o menino atravessar um rio, arriscando se afogar, todos os dias de sua vida para ir à escola, mas no final sua perseverança foi recompensada.

Por 15 meses ele fez essa percurso e durante a volta pra casa num dia chuvoso, foi arrastado pela correnteza , sua vida passou diante de si neste momento de desespero , após o incidente ele , aos 13 anos, teve que fazer uma escolha difícil – continuar correndo o risco de se afogar no rio ou se afogar na pobreza para sempre, segundo informações do GreenEarth.

Publicidade

ESTUDOS EM HARVARD

O garoto participou de uma concorrida prova para bolsa de estudo de uma prestigiada escola de Manila e passou entre os 10 melhores alunos. Em 92 anos, foi a primeira vez que um filho de agricultores conseguiu ganhar uma bolsa de estudos desta escola.

Romnick recebeu o apoio da GreenEarth Heritage Foundation, graças ao seu trabalho duro e perseverança. A Fundação permitiu que ele tivesse acesso às aulas de inglês e informática, além de frequentar uma escola em Manila, graças a uma bolsa de estudos; lá, o garoto se formou com notas muito altas – um marco importante que abriu as portas das universidades de maior prestígio do mundo para ele.

O menino foi capaz de escolher qual bolsa de estudos aceitar, de uma série de universidades muito importantes. No final, sua escolha recaiu sobre Harvard.

Romnick conseguiu mudar suas condições de vida de uma maneira incrível: “Ou eu me afogava naquele rio ou na pobreza”, lembra o garoto que hoje, sem esquecer suas origens, terminou seus estudos com grande sucesso.

De acordo com o portal Pais 24hrs, sua professora de inglês da 5ª série, mencionava frequentemente em sala de aula que ela era muito pobre quando criança. No entanto, ela dizia que “ser pobre NÃO deve ser um obstáculo para alcançar seus sonhos!” Essa frase inspirou “Rom” durante todos os anos de estudo. Ele decidiu “NÃO deixar a pobreza ser um obstáculo para a realização de seus sonhos”.

Publicidade

 

Destaques do Mês