Conecte-se conosco

“Hoje sou um novo cara” diz jogador após se converter a Jesus

Publicado

em

Welington Wildy Muniz dos Santos (Foto: Reprodução)

Em entrevista ao portal Terceiro Tempo, o jogador Wellington Wildy dos Santos, o volante França, que começou sua carreira no futebol aos 13 anos de idade, conta como foi viver uma experiência muito triste no álcool o que veio te prejudicar em seu desempenho no futebol.

Publicidade

França iniciou no Noroeste, passou por Curitiba, Criciúma, Hannover da Alemanha, Palmeiras e Figueirense.

A vida do volante que estava caminhando para um futuro promissor, no mundo da bola, começou a ser um viciado no álcool, frequentar várias festas, levando ao declínio.

Publicidade

“Eu tinha problemas com bebidas, porquê eu bebia demais, não tinha limite. Eu bebia até o outro dia. É uma coisa que não combina com jogador de futebol. Isso foi me prejudicando. Acabava que eu não treinava direito, me machucava, não acordava cedo para ir aos treinos.”, disse o jogador.

A ida do craque, ao Palmeiras, um dos maiores times do país. França comentou ainda que nunca tinha vivido algo grande na sua vida. Com toda mídia e recebendo convites toda hora, ele acabou não tendo uma estrutura familiar por perto, e isso, foi complicando na carreira do jogador.

Tendo uma vida totalmente conturbada por conta do álcool, França, se envolveu em várias polêmicas. Na época em que o craque jogava pelo o Figueirense, se envolveu em uma briga numa casa noturna, por este embriagado, foi parar na delegacia por tentar tomar a arma de um policial.

Publicidade

Em 2016, mais uma polêmica envolvendo o craque, dessa vez, numa briga no trânsito, em Florianópolis, onde precisou ser internado.

França passou ainda por Londrina, Remo, Brusque-SC e Boa Esporte. Atualmente, o volante está contratado pelo o Inter de Limeira.

Uma vida conturbada, por causa do álcool, onde estava acabando com a carreira, França vive uma nova fase. Convertido ao evangelismo desde o ano passado, o jogador de 29 anos hoje se diz livre da dependência.

“Me converti no final do ano passado, e estou muito feliz. Por isso, claro que tenho esse sonho, até porque, se eu fizer um bom campeonato tenho certeza que volto para um time grande. Mas hoje agradeço a minha família e o meu objetivo é subir a Inter de Limeira e mais pra frente voltar para um time grande. – Disse o jogador. – Hoje sou um novo cara. Aquele velho França morreu, não existe mais. Hoje sou um cara mais sensato, um cara família, só tenho que agradecer.”, finalizou.

França tem 27 anos, joga atualmente no Inter de Limeira. Casado e é pai de duas meninas e um menino.

Publicidade

Destaques do Mês