Conecte-se conosco

Homem que não tinha nenhuma chance de sobreviver recebe um milagre de Deus

Publicado

em

Casey de repente começou a sentir dores na cabeça e médicos descobriram que havia um sangramento no cérebro – Foto: Reprodução

Casey e sua esposa Kim tinham acabado de chegar a Key West para comemorar uma nova oferta de emprego. Mas em poucas horas de férias, Casey não estava se sentindo bem e reclamou de dor no pescoço. “Olhei para minha esposa e disse: ‘Preciso tirar uma soneca por pelo menos uma hora antes de irmos jantar’. Quando eu acordei do cochilo, foi como uma dor irradiando que disparou da minha cabeça até a parte inferior da minha coluna. E parecia que alguém atirou na minha nuca”, disse Casey.

Publicidade

Kim conta que a conduta de Casey se tornou como alguém desorientado. Mas aumentou mais ao longo da noite. E no momento em que seu marido começou a vomitar, levou-o para o médico.

Quando eles chegaram ao hospital, Casey estava perdendo a consciência. Logo após, os médicos disseram a Kim que havia um grande sangramento no cérebro de seu marido. E foi neste instante que Kim sentiu seu coração “se apertar”. Pois sabia que essa era uma situação de vida ou morte.

Publicidade

Enquanto Casey estava em voo vitalício para Miami, Kim clamou a Deus e alertou seus entes queridos, que espalharam a palavra a outros para orar. Ela lembra que orou ao Senhor pedindo que os mais poderosos anjos pudessem os ajudar naquele momento. E, desse modo, também pediu a Deus pela cura de seu marido.

O diagnóstico

Os médicos diagnosticaram Casey com sangramento no espaço ao redor do cérebro. Em estado crítico, o levaram às pressas para a cirurgia. Os médicos disseram a Kim que havia 40% de chance de Casey sobreviver. Se acaso sobrevivesse, era provável que viveria com limitações de danos cerebrais, como paralisia ou perda de memória.

Família e amigos preocupados continuaram orando e acreditando em um milagre. “Senti uma enorme paz e conforto. Eu sabia que estávamos recebendo oração”, disse Kim.

Publicidade

Após a segunda operação, Casey acordou. “Quando vi minha esposa quando voltei a mim, disse ‘Ei, querida'”, conta Casey.

Kim recorda que assim que ele começou a falar foi um alívio saber que Casey estava consciente. Então ele foi um pouco sarcástico com uma das enfermeiras, o que fez todos rirem. Mas apenas foi um momento de alegria. Pois nos dias seguintes, Casey passou por várias e longas operações.

Um cateter foi implantado em seu cérebro para drenar a pressão. Como era monitorado de perto na UTI, Casey diz que Deus lhe deu confiança.

“Eu estava sentindo os tubos e as manchas na minha cabeça, tipo, ‘Ok, isso realmente aconteceu. Tipo, mas por quê? Por que isso aconteceu comigo e eu vou poder ser o pai, o marido… e eu vou poder trabalhar? E todas essas coisas – todas aquelas emoções estavam vindo – me consumindo de uma vez. Mas foi por meio da oração que Deus me deu uma sensação de paz, permitindo-me saber que tudo vai ficar bem”, disse Casey.

Um milagre

A cada dia na UTI, Casey melhorava de modo muito frequente. De tal forma que por três semanas, seus registros médicos não mostraram nenhum sinal de sangramento em seu cérebro. Casey teve alta e saiu do hospital milagrosamente sem danos cerebrais. Ele diz que a oração era sua linha de vida.

Publicidade

“Estatisticamente, eu não deveria estar vivo. E é por meio do poder da oração e das pessoas orando constantemente, não apenas por mim, mas por minha família. Tem sido avassalador. Eu sei absolutamente que minha cura é um milagre. Foi uma intervenção divina que estou aqui hoje”, disse Casey.

“Os médicos ficaram completamente chocados. Ele não tem limitações e não há paralisia. Não há problemas cognitivos. Foi uma coisa realmente incrível”, conta Kim.

Gratidão

Casey começou a ver o Dr. Bidiwala, dois meses após o incidente para cuidados de acompanhamento. “A família de Casey percebeu sua condição muito rapidamente. Ele foi levado às pressas para o atendimento médico adequado. Ele foi levado de avião para o hospital em Miami, onde recebeu um atendimento excelente e, você sabe, os médicos fizeram todas as coisas certas lá. Todos esses são fatores importantes em sua recuperação, você sabe. Mas, claro, há o fator mais importante de todos eles e é que, você sabe, ele tinha alguém cuidando dele naquele dia”.

“É Deus. Ele proveu, protegeu e curou”, disse Kim.

Casey e Kim são gratos à família, amigos e até mesmo estranhos pelas muitas orações feitas em seu nome. E assim ele diz que o poder da oração é pessoal atualmente. Em meio às tempestades da vida, ele vê mais da presença de Deus. “O amor, é amor. E quando o amor entra em cena, tudo fica melhor. E é somente através de Deus que isso pode ser revelado em mim. Ele me salvou e a vida é realmente preciosa”, disse Casey.

 

Publicidade

 


Leia também:

Destaques do Mês