Kanye West fala sobre sua fé e a importância de um cristão se manisfestar

O rapper Kanye West disse que está orgulhoso do fato de que seus eventos no culto de domingo são locais "sem julgamento".

Foto: Reprodução/Facebook

Em uma entrevista publicada na semana passada, Kanye West se abriu sobre sua fé e por que é importante que os cristãos se manifestem.

O rapper de 42 anos, disse que “definitivamente nasceu de novo”, ele explicou a Will Welch, da revista GQ, a diferença entre pesar sobre uma questão e julgar.

“Todo mundo tem pecado”, disse West a Welch, observando que parte de se tornar cristão é aceitar o fato de que outros crentes o responsabilizarão por suas ações – algo que ele disse que muitos críticos parecem não entender.

“Eles acham que, de repente, você acredita em Cristo, então não devemos nem falar”, disse West. “E se falarmos, as pessoas dirão: ‘Você está sendo julgador’. E é como, ‘Oh, agora, porque eu sou cristão, eu nem tenho mais opinião?’ Eu sou cristão e ainda tenho uma opinião. Mas minha opinião é baseada na Palavra. ”

Em outro momento da conversa com o escritor da GQ, West disse que está orgulhoso do fato de que seus eventos no culto de domingo são locais “sem julgamento”.

“Sinto que a igreja em que a maioria das pessoas cresceu quando crianças tinha um ambiente negativo. A melhor coisa para mim, como alguém que deu sua vida a Cristo, é saber que outras pessoas têm isso como uma âncora e uma forma de cura.”, disse ele sobre seus eventos.

O artista, que é casado com a socialite e personalidade de TV Kim Kardashian, disse que aqueles que não estão a serviço de Deus estão “a serviço de todo o resto”.

“Viver dentro do pecado, vai custar mais do que você pode pagar”, disse West. “Você não quer continuar pecando sem arrependimento. Entendo que as pessoas sentem que cometi alguns pecados culturais. Mas os únicos pecados reais são os pecados contra Deus, e você não quer continuar pecando contra Deus.”

*Faithwire


Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.