Líderes religiosos protocolam pedido de impeachment de Jair Bolsonaro

O pedido foi feito pelos líderes na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (26/01) e reúne 380 assinaturas

O presidente Jair Bolsonaro – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Líderes religiosos protocolaram um pedido de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro, em razão da forma pela qual conduz o enfrentamento à pandemia de Covid-19. O pedido foi feito pelos líderes na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (26/01).

Publicidade

O documento conta com quase 380 assinaturas, entre padres católicos, anglicanos, luteranos, metodistas e, também, pastores, além de 17 movimentos cristãos.

Cabe ao presidente da Câmara decidir se aceita ou não um pedido de impeachment. O atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deixará o posto na próxima semana, dia 1º, quando será eleito o deputado que vai sucedê-lo no comando da Câmara.

Publicidade

Líderes religiosos protocolaram um pedido de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro – Foto: Reprodução

“A motivação principal deste pedido está relacionada à ausência total de iniciativas da parte do governo para diminuir e conter os impactos da pandemia de Covid-19. O sufoco de Manaus é o sufoco do país inteiro, que neste momento tem população abandonada porque temos um governo que nega o direito à vida”, afirmou a pastora Romi Bencke, representante do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs.

O documento protocolado nesta terça-feira (26/01), tem 74 páginas e as pessoas afirmam que as “ações e omissões” do presidente durante a pandemia são crimes de responsabilidade contra a probidade da administração.

Publicidade

Eles disseram também que Bolsonaro “deixou de fazer o que estava obrigado como presidente” e suas ações “levaram e seguem levando a população brasileira à morte e geraram danos irreparáveis”.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.