Conecte-se conosco

Colunistas

Maravilhando-se com a criação

Publicado

em

Foto: Unsplash

Mateus 6:26a – “Observem as aves do céu.”

Os evangelhos apresentam um Jesus que possuía admiração e amor ao mundo criado, você já percebeu isso? Jesus com constância chamava os discípulos para apreciar as belezas que foram criadas por Deus Pai. Quando Cristo pregou sobre as preocupações da vida, Ele chamou atenção de seus seguidores a observar o mundo ao redor: “Observem as aves do céu.” (Mateus 6:26a) e “Observem como crescem os lírios” (Luc. 2:27a) – a nós também Cristo convoca a observar, antes de mais nada, a bondade de Deus derramada sobre o mundo.

 

Publicidade

Leia Mais:

+A última noite do mundo

+Os óculos que uso

Publicidade

+O nosso primeiro livro

 

Ao observar, podemos perceber que a todas as coisas da terra, Deus empenha cuidado e amor; apesar de nós e de todo o pecado vigente, Deus permanece refletindo sua glória por meio da criação.

Sobre a beleza de Deus esculpida nos homens e a criação como comunicação da divindade e suprema glória de Deus, lhe recomendo a leitura do Livro: “As Coisas da Terra” Joe Rigney explora, com excelência, a forma como Deus deseja que nos deleitemos em sua criação. E afirma que, ao contrário do que muitos podem imaginar, o Senhor não se incomoda se apreciarmos a beleza de um pôr-do-sol, um bom café ou as crianças se enrolando aos gatos no tapete da sala. Tais prazeres são denominados ali de hedonismo cristão.

O termo hedonismo cristão foi inicialmente adotado por John Piper* tornando-se o principal fundamento da sua teologia, o termo filosófico afirma que quando se vive de maneira intencional, ter prazer na criação não é um pecado, mas uma maneira de glorificar a Deus.

Sabemos que a finalidade última do ser humano é conhecer a Deus e d’Ele gozar para sempre, assim sendo, conhecer a Deus e se deleitar n’Ele começa agora e não nos céus. O apóstolo Paulo escreveu aos irmãos de Corinto: “Portanto quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.” I Cor. 10:31 – ARA. Todavia, muitos crentes tendem a esperar até que venha o Reino dos céus para que então O glorifiquem de fato, entretanto, Deus nos deu uma terra boa, encheu-a de prazeres e nos deu de presente – bem como todas as demais dádivas que o Senhor tem nos oferecido. Certamente, é um erro negligenciar as belezas e as alegrias que nos rodeiam.

Publicidade

Não quero ser hipócrita, nem negligenciar todo mal que temos vivido. Os dias são maus, não vamos negar isso. Mas, acima de todas essas coisas existe um Deus Soberano, assentado nos mais altos céus, vestido de honra e glória, nós como seus humildes servos lhes devemos culto e louvor permanente.

Então, mesmo em meio aos problemas, seja intencional em louvar a Deus, por sua perfeição e exuberância. Deus se alegra quando você pega seu filho no colo e quando serve ao necessitado; Ele se agrada quando você dança na sala de sua casa e quando entrega o dízimo; o Senhor se satisfaz quando você saboreia uma deliciosa torta de chocolate, bem como quando você se encontra com os irmãos para o culto de domingo. Como disse C. S. Lewis: “Esses prazeres” puros e espontâneos são “raios da luz de Deus” nos bosques da nossa experiência”.

Graça e Paz.

 

*Rigney está intimamente ligado a Piper, pois são mestre e discípulo respectivamente.

 

Fontes:

Publicidade

Joe Rigney – As coisas da terra – Editora Monergismo 2017.

Voltemos ao Evangelho: Doutrina do Hedonismo Cristão. 2018

 

Você pode acompanhá-la em seu Instagram: @barbarelap.

 


Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!

 

 

Uma santa pecadora, desfrutando da graça salvífica de um bom Deus. Cristã Batista. Belo horizontina. Pedagoga. Amante de bons livros e café.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques do Mês