Conecte-se conosco

Médicos no Paraná cantam “Ousado Amor” para paciente que venceu câncer

Publicado

em

Emanuele Mendes de Marchi foi homenageada por médicos e enfermeiros. (Foto: Hospital Bom Samaritano)

Uma paciente do Hospital Bom Samaritano na cidade de Maringá/PR recebeu uma emocionante homenagem da equipe de enfermagem e médica, justamente no dia em que recebeu alta da unidade de saúde. Na ocasião, os profissionais cantaram a canção “Ousado Amor” enquanto a paciente se preparava para deixar o hospital.

Publicidade

Emanuele Mendes de Marchi de 33 anos, lutava a oito meses contra a leucemia e no dia da alta foi surpreendida pela equipe médica, além de recepcionistas do hospital, amigos e familiares. O que já era um dia de felicidade para ela, devido a cura do câncer, se tornou ainda mais especial com a homenagem. O vídeo dela recebendo a consagração viralizou nas redes sociais e em vários sites de notícias, emocionando a todos pela forma que foi.

“Quando encontrei eles no corredor, levei um susto… Quase me faltou oxigênio. Mas a primeira coisa que pensei foi: Deus obrigada por tudo isso”, disse a paciente em entrevista ao Portal Paraná.

Publicidade

O tratamento contra a leucemia de Emanuele se iniciou após, em maio de 2019, se queixar de dores nos pés e nas mãos e ter passado por diversos especialistas, incluindo hematologista, até receber o diagnóstico. Emanuele no final de 2019 foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) devido a um quadro de pneumonia, desde então tratava contra a leucemia mieloide aguda (LMA).

No dia 21 de fevereiro, após ficar oito meses se recuperando e tratando a doença, Manu como era conhecida carinhosamente, recebeu alta e consequentemente a cura do câncer. Além das rosas, a paciente ganhou presentes, abraços e a canção emocionante onde cantavam:“Impressionante, infinito e ousado amor de Deus.” O vídeo foi compartilhado no dia 22 de fevereiro e somou milhares de visualizações. Agora, em casa, o tratamento de Emanuele continua com vitaminas e suplementação.

“Desde o primeiro dia que eu fiquei aqui, fui muito bem recebida e ninguém mediu esforços para me fazer feliz, para tentar me fazer ficar forte e encarar esse tratamento”, agradeceu a paciente após a receber a homenagem.

Publicidade

“Me senti amada e adorada. Sou muito grata a equipe do hospital, aos meus médicos que não mediram esforços nenhum minuto para me salvar quando me desenganaram. O que resume essa homenagem é gratidão”, acrescentou ela.

“Eu tive que aprender o amor de Deus na dor. Antes eu só conhecia de passagem, e hoje eu sei que sem Ele a gente não é nada”, finalizou a paciente.

 

Destaques do Mês