Menina é considerada um milagre após se recuperar de grave acidente: “Deus faz milagres”

A pequena sofreu um grave acidente a ponto de quase perder a vida na cidade onde mora, em Itanhomi, em Minas Gerais. Mas, um grande clamor foi levantado pela vida dela e a menina se recuperou milagrosamente sem nenhuma sequelas

Lorena Macario é considerada um milagre, após sobreviver a um acidente grave em em Itanhomi, na região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais – Foto: Arquivo Pessoal

“Para que o nome do nosso Senhor Jesus seja glorificado”, são palavras da Neia Castro ao compartilhar um grande testemunho que presenciou junto com a filha de apenas 8 anos. A pequena sofreu um grave acidente na cidade onde mora a ponto de quase perder a vida, em Itanhomi, na região do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. Mas, um grande clamor foi levantado pela vida dela e a menina se recuperou milagrosamente sem nenhuma sequelas.

Publicidade

Neia tem duas filhas, a mais nova Lorena Macario, tem oito anos, e foi a partir dela que hoje a mãe pôde contar um testemunho para glorificar a Deus. Em 17 de novembro, ela sofreu um grave acidente enquanto se divertia com sua bicicleta. Ela foi atropelada por um motociclista, como resultado, a pequena caiu desacordada, pois havia batido a cabeça no chão.

Imediatamente Lorena foi socorrida para um hospital da cidade onde recebeu os primeiros socorros. No momento dos primeiros procedimentos Lorena vomitou sangue e ficou sem reação. Além disso, por estarem em uma cidade pequena, não havia muitos recursos, logo, foi socorrida para o Hospital da Unimed, em Governador Valadares, há 50 km dali. A mãe lembra como foi logo após chegarem na unidade hospitalar.

Publicidade

“Ela ficou na UTI por 80 horas. Lorena teve ossos da cabecinha fraturados, e teve sangue coagulado no cérebro. Os médicos apenas diziam que o caso dela era muito grave e sério”, lembra a mãe Neia, em entrevista ao Gospel Minas.

Foi então que a família e amigos levantaram um grande clamor à Deus, pela recuperação e cura da menina. Eles temiam que a criança perdesse a vida, então recorreram à fé em Cristo naquele momento.

“Levantamos um clamor ao Nosso Deus, não pelo que merecemos, mas porque Ele é misericordioso. O que para os médicos era impossível pela gravidade da situação dela, Deus ia entrando com socorro e providências”, disse Neia.

Publicidade

Os primeiros sinais do milagre de Deus

Após 12 horas do acidente, Lorena teve sua primeira reação. Com pequenos gestos, ela disse que queria ir ao banheiro. Essa reação foi considerada uma vitória pela mãe.

“Nosso clamor contínuo ao nosso Deus pedindo a Ele que nada de ruim acontecesse. Os médicos que a acompanhavam naquele dia ainda falavam que até 72 horas do acidente ela poderia ter que passar por uma cirurgia no cérebro. Pois o coagulamento no cérebro ainda estava alto e dependendo de como ela reagisse nessas 72 horas a cirurgia deveria acontecer. Nosso Jesus a cada dia e cada a hora que passava foi fazendo o milagre”, lembra.

Lorena foi tendo melhoras significativas. Sempre ao acordar reconhecia a todos e chamava pelo nome. Os médicos continuaram com os exames, como tomografias, monitorando a pequena na UTI.

“Ela recebia os cuidados dos médicos e principalmente o cuidado do nosso Senhor que já tinha decretado o milagre. Pessoas de vários lugares, pastores regionais e amigos espalhadas por esse mundo souberam da notícia e pediram a Deus por ela onde eles estavam”, conta a mãe.

Lorena nas primeiras 24h do acidente. Depois dela ter acordado e apresentar melhoras significativas, ainda na UTI – Foto: Arquivo Pessoal

Um milagre inexplicável

O tempo foi passando e após 80 horas do acidente, Lorena saiu da UTI, sem fazer cirurgia. Os médicos reconheceram que o que aconteceu com a pequena havia sido um grande milagre. A mãe conta que até os médicos ficaram impressionados com a rápida recuperação de Lorena.

Publicidade

“Para eles (médicos) era grave, sem solução, mas nosso Deus já tinha assinado o milagre. Lorena ficou internada por 8 dias, saiu sem sequelas, perfeita como sempre foi. No hospital ela louvava a Deus e o hino que ela mais cantava era ‘só quem tem raiz, suporta o que eu suportei… e ainda adorar como se nada tivesse acontecido, e ainda adorar'”, relata a mãe ao Portal Gospel Minas.

Neia testemunha que enquanto sua cidade, de aproximadamente 12 mil habitantes, orava pela vida de Lorena, o médicos dos médicos operava um grande milagre na vida da filha.

“Igrejas da nossa cidade independente de denominações levantaram seu clamor pela vida dela. Vejo o agir de Deus também nisso, várias pessoas preocupadas conversaram com Deus do seu jeito pela vida dela. O agir de Deus é perfeito, ainda que não compreendemos. Lorena, 8 anos, renasceu dia 17/11. Deus nos deu ela novamente. O milagre foi completo para honra e Glória do nosso Senhor Jesus”, comemorou Neia.

Lorena 5 dias após o acidente – Foto: Arquivo Pessoal

Uma mensagem que conforta

Hoje, Lorena grava vídeos cantando hinos da harpa e na igreja todos chamam ela de diaconisinha, pois busca água para pastores e pregadores, desinfeta os microfones para o próximo da oportunidade. Neia sempre diz que Deus entrou na vida deles para curar sua filha.

“Deus é maravilhoso e sua misericórdia tem nos alcançado. Lorena foi a um médico neuropediatra em Belo Horizonte, no dia 10 de dezembro antes de completar um mês do acidente. O mesmo fez outra tomografia e o pouco de sangue que estava no cérebro dela não tem nada mais e o remédio que por hora ela tomaria por 3 anos será utilizado apenas até janeiro. Deus fez e faz a obra por completo. Lorena é nosso milagre”, disse ela.

Ela quer que o testemunho da Lorena alcance milhares de pessoas como forma de gratidão a Deus. Além disso, quer que essas pessoas se voltem à Cristo, e assim, testemunharem grandes milagre como o da sua filha.

Publicidade

“Que este testemunho chegue a várias mães que estão sofrendo em uma cama de hospital e meu pedido a elas que não desistam, continuem crendo que Deus faz milagres. Assim como Ele entrou com socorro na vida da Lorena, Ele vai estender as mãos sobre suas causas e necessidades. Apenas creia e confie!”, completou a mãe Neia.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.