Prefeitura de Itabira autoriza reabertura das igrejas a partir de 20/07

O prefeito da cidade, que fica na Região Central do estado, autorizou o funcionamento com algumas restrições

Foto: Naassom Azevedo

As igrejas poderão reabrir a partir da próxima segunda-feira, 20 de julho, conforme decreto publicado pela prefeitura de Itabira nesta segunda-feira (13). O prefeito da cidade, que fica na Região Central do estado, autorizou o funcionamento, mas com algumas restrições.

Segundo o decreto municipal 3.486, os cultos, missas ou reuniões devem ocorrer por no máximo uma hora, com limite de 30 pessoas presentes e distanciamento mínimo de dois metros entre elas. Todos os fiéis deverão se higienizar com álcool em gel, que deverá ser disponibilizada pela igreja.

 

Laia Mais:

+Após matar ex-mulher e ferir outras cinco, homem se suicida no altar de igreja

+Coronavírus: Minas Gerais registra mais de 50 mil curados

+Pastor Antônio Júnior faz alerta aos cristãos que usam TikTok

 

Para acesso às celebrações, as pessoas terão que se submeterem á aferição da temperatura corporal, que passa a ser obrigatória. Além disso, todas as igrejas deverão ser higienizadas antes e depois de cada reunião com limpeza habitual através de água sanitária de 2% a 2,5% diluída em água ou álcool a 70%.

Ainda de acordo com o decreto, as pessoas do grupo de risco não poderão adentrar aos locais. Os bebedouros devem ser retirados e banheiros mantidos fechados.

Cada templo religioso deve solicitar vistoria prévia para funcionar à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (3839-2143/2183). O descumprimento das regras pode provocar a cassação do alvará de funcionamento.

Apesar da liberação pela prefeitura, todas as igrejas católicas da cidade estão cumprindo um decreto feita pela própria igreja. Pelo documentos, após a abertura, apenas 10 diésis poderão frequentar as igrejas de Itabira.

 


Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.