Pregador Luo rebate evangélicos que criticaram capa do álbum ‘Nascido das Luzes’

'Nascido das Luzes’ é o 14º álbum da carreira de Luo e recebeu, de muitos cristãos, críticas com relação à capa

Pregador Luo – Foto: Divulgação

Pregador Luo foi até as suas redes sociais para falar sobre sua capa do álbum mais recente, ‘Nascido das Luzes’, lançado pelo cantor em maio. O álbum é o seu 14º álbum da sua carreira e recebeu, de muitos cristãos, críticas com relação à capa.

O músico publicou um texto na qual lamenta que muitos não tenham, por exemplo, referências culturais ou cristãs para entender, e teceu esforços para tentar esclarecer suas referências.

 

Leia Mais:

+União das Igrejas cria petição contra ataques à pastores na Angola

+Dançarina se emociona após jovens cristãos “invadirem” sua live ao vivo para cantar

+Médicos cantam “Porque Ele Vive” para celebrar cura de paciente com Covid-19

 

– Eu entendo essas pessoas, elas não tem referências culturais ou cristãs necessárias para entender. É uma pena! Vivemos num mundo onde as pessoas estão rasas, e o pior, rasas e malvadas ao ponto de ofender tudo que é diferente do que elas pensam ou querem – Disse o cantor no início da sua mensagem.

Luo criticou os cristãos que não gostaram da capa, ou não entenderam as referências que ele quis representar na capa. Segundo ele, se “talvez, no lugar da favela atrás de mim estivessem carros importados eles gostassem mais”.

– Talvez se eu estivesse vestindo Prada, Armani, Polo, Gucci ou outras grifes que pra mim não fazem o menor sentido, alguns gostassem mais. Talvez, se no lugar da favela atrás de mim estivessem carros importados, e ao invés de um ‘colarzinho’ de madeira que tem o formato do Brasil e da África eu usasse uma corrente caríssima de ouro, eles gostassem mais – Disse ele.

Ele  continuou explicando que as vestes na qual ele usa na capa, se referem as mesmas usadas pelos apóstolos de Jesus à época. Além disso, mencionou uma obra de um escritor brasileiro para falar de uma referência importante.

– Se não estivessem tão alienados ao ponto de dar crédito para aqueles que vestem ternos caríssimos ou cafonas num calor de 30 graus, quem sabe pudessem entender, e não desqualificar a referência das vestes simples que uso nessa capa e que se parecem com a dos apóstolos e profetas. Talvez, se gostassem tanto do Brasil como dizem, tivessem percebido a referência que remete ao Alto da Compadecida de Ariano Suassuna, que contempla a possibilidade de um Jesus negro e nordestino – Escreveu Luo.

Ao final de sua postagem o cantor terminou torcendo para que os que criticaram sua capa, e até mesmo o seu novo álbum, “despertem para a verdadeira fé e para aquilo que realmente importa para Deus”.

– Sobrou até pra igreja católica… A imagem do Cristo Redentor pequenino, ali no topo da capa, sabe aquele que todo mundo que vai pro Rio visita e tira uma foto? Então, virou uma ameaça a fé frágil e hipócrita de alguns. Uns pobres infelizes disseram que por causa disso, nem sequer iam escutar o álbum – Disse o cantor.

– Sabe, pensar e fazer arte está ficando difícil no Brasil, ainda mais se ela for direcionada em sua maioria, para os evangélicos. Essas pessoas cansam e dão náuseas. Quem sabe um dia despertem para a verdadeira fé e para aquilo que realmente importa para Deus – Finalizou ele.

Sobre o álbum “Nascido das Luzes”

Pregador Luo lançou o álbum “Nascido das Luzes” em maio, em todas as plataformas digitais pela Universal Music Christian Group. O projeto conta com as participações especiais de Thaiane Seghetto, Adhemar de Campos, Thiagão, Raquel Santiago, Coral Ide, Seir de Castro e do pianista Peter Manning Robinson.

O projeto vem com 19 faixas inéditas e foi lançado após um período doloroso lutando contra a depressão.

 


Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.