Conecte-se conosco

Mundo

Sobrevivente de tragédia da Chape sai com vida de acidente de ônibus que matou 21: “Sou abençoado”

Publicado

em

Erwin Tumiri, um dos sobreviventes do voo da LaMia, escapou com vida de acidente de ônibus na Bolívia – Foto: Reprodução/Facebook

O técnico de aviação Erwin Tumiri, um dos sobreviventes do acidente envolvendo o time de futebol brasileiro Chapecoense, se salvou novamente a um acidente, desta vez com um ônibus.

Publicidade

O ônibus caiu cerca de 150 metros de um barranco na madrugada desta terça-feira (02/03) na Bolívia enquanto percorria a rota entre as localidades de Cochabamba e Ivirgarzama. Segundo a imprensa local, ao menos 21 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas.

Tumiri foi entrevistado por diversos meios de comunicação bolivianos. Ele se dirigia à cidade de Chimoré, onde trabalha, quando o ônibus caiu.

Publicidade

“O ônibus estava rodando, aí eu agarrei o banco da frente, sabia que íamos bater porque viajávamos em alta velocidade”, disse ele. Tumiri contou que o ônibus saiu por volta das 22h30 de segunda-feira e fez uma parada “estranha” logo depois.

Ele disse que o ônibus estava se deslocando muito rápido na hora do acidente e que as pessoas começaram a gritar, quando ele agarrou sua poltrona. “Continuei agarrado, não soltei até atingirmos o solo”, contou.

“Depois, me arrastei para fora, sentei, meu joelho estava machucado, me sentei e disse, de novo, ‘não posso acreditar'”, conta. “Aí vieram nos resgatar, eu não estava inconsciente. Acho que fui o primeiro a ser levado para cima. Eu me sinto abençoado, sempre dando graças a Deus”.

Publicidade

Tumiri teve lesões no joelho e arranhões nas costas, mas sem gravidade.

“Ele está estável, graças a Deus, mais uma vez ele foi salvo. Eu conversei com ele e ele disse que está bem. É com a força do Senhor, ele sempre cuida de nós e tem seu tempo”, disse a irmã de Erwin, Lucia Tumiri, em entrevista ao jornal Los Tiempos.

Em 2016, Erwin Tumiri foi um dos seis sobreviventes na queda da aeronave da LaMia, que levava a delegação da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana. Ao todo 71 pessoas morreram na queda do avião.

Destaques do Mês