Conecte-se conosco

Tumor cerebral volta após um ano e mulher testemunha cura: “Deus continua sendo perfeito”

Publicado

em

Alessandra Souza foi diagnosticada com um tumor no cérebro – Foto: Reprodução

Alessandra Souza foi diagnosticada com um tumor no cérebro no início de 2020, tendo passado por duas grandes cirurgias. Mesmo diante da possibilidade de viver com sequelas, nunca deixou de adorar e acreditar em Deus, e isso foi fundamental para que o Senhor a ouvisse.

Em fevereiro de 2020, Alessandra se viu diante de alguns sintomas anormais que a deixaram preocupada. Ela procurou um médico e tratou os sintomas, entre eles uma paralisia facial. No entanto, ela sentia que não estava 100% bem. Então voltou a realizar consultas com outros especialistas, fez alguns exames que constataram um tumor no cérebro. Para ela, era algo assustador.

O testemunho de fé dela, que mora em São Paulo, começou após a descoberta do tumor. Evangélica, Alessandra sabia que podia contar com Deus. Então, a oração virou uma tarefa diária na luta contra o neoplasma, logo marcou a cirurgia para a sua retirada.

COVID-19

A cirurgia correu muito bem. Alessandra recebeu alta e voltou para casa. Mas, muito debilitada, não conseguia fazer as tarefas mais simples da casa e sentia alguns sintomas como dor no pulmão. Preocupada, foi levada ao hospital onde ela foi diagnosticada com a Covid-19. Vale lembrar que a doença estava em alta no Brasil com milhares de mortes confirmadas em meados de 2020.

Novamente ela e sua família voltaram a buscar a cura em Deus. E, como era de se esperar, se recuperou do novo coronavírus. E deu início ao acompanhamento das sequelas que a doença deixou, bem como à reabilitação devido à cirurgia.

Durante esse tempo de tratamento e acompanhamento, Alessandra que antes era esteticista e maquiadora, teve que pausar a carreira e resolveu criar uma marca de roupas junto com a sua família, chamada “Take a Rest”, que significa “Tire um Descanso. Relaxe. Repouse”. Mas, o significado ainda era algo maior; “criei a marca num desejo de usar uma roupa que mostre e declare que vivo confiando no Senhor”. E, pouco meses depois, Alessandra se viu diante de mais uma prova.

UMA SEGUNDA CHANCE

Depois da primeira cirurgia, Alessandra continuou fazendo os exames para acompanhamento, que deve ser feito por 5 anos. Mesmo o tumor sendo benigno – que não invade os tecidos vizinhos ou desenvolvem metástases -, o acompanhamento deve ser feito.

Porém antes de completar um ano depois de realizar um dos exames foi diagnosticado que o tumor havia voltado. Mesmo sendo benigno se mostrou muito agressivo de uma forma incomum. Ela teria que passar por uma nova cirurgia, caso contrário, poderia começar a prejudicar outras funções do seu corpo.

Novamente, ela orou ao Senhor e ficou confiante que Deus ouviria o clamor dela e de sua família.

“No dia 19 novembro de 2021 realizei a cirurgia novamente e correu tudo bem graças a Deus porém não pode ser tirado 100% por estar numa área muito vascularizada”, disse Alessandra ao Gospel Minas. “Em nenhum momento perdemos nossa fé, cremos que para tudo tem um propósito, Deus não me desampara, seguimos com fé e confiança que tudo daria certo, fiz a cirurgia e Radioterapia”, disse ela.

Alessandra Souza após a cirurgia de retirada do tumor – Foto: Reprodução

A CONFIANÇA NO SENHOR

Alessandra segue fazendo meus acompanhamentos. E segundo ela, “nada abalou minha fé, isso só me fez achegar mais próximo do Senhor”.

“Eu amo o Senhor acima de tudo, confio e entrego a minha vida a Ele seja lá qual for o diagnóstico. Com tanta prova o que pude sentir é que Deus mais uma vez me mostrou o quanto sou especial. Basta crer, todos nós podemos ver e sentir o amor de Deus”, testemunhou ela.

O nome da marca de roupa criada por ela, nunca fez tão sentido como agora. Ou seja, mesmo diante de mais uma situação triste e de medo, nunca deixou de confiar no Senhor: “Independente de qualquer coisa eu descanso, entrego e confio no Senhor”, disse. “O que eu quero acima de tudo é declarar que Deus continua sendo perfeito, meu amor por Ele é infinito e sou muito grata por sua infinita misericórdia”, finalizou Alessandra.

Alessandra Sousa e a equipe médica que cuidou do seu caso – Foto: Reprodução

Destaques do Mês