Conecte-se conosco

Mundo

Bolsonaro visita Muro das Lamentações ao lado de Benjamin Netanyahu

Publicado

em

Bolsonaro visita Muro das Lamentações ao lado de Netanyahu – Foto: Reprodução/G1

O presidente Jair Messias Bolsonaro, desembarcou na madrugada do último domingo (31), em Israel, para uma visita oficial de 4 dias.

Publicidade

Na chegada, o presidente e sua comitiva foram recepcionados pessoalmente pelo Primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu, que já havia feito uma visita ao Brasil no dia 1º de janeiro, na posse à presidência de Jair Bolsonaro.

Após o encontro, o presidente Jair Bolsonaro e Benjamin Netanyahu realizaram uma reunião de trabalho com a presença de vários ministros, assinando acordos bilaterais, segundo Bolsonaro um dos acordos que foram fechados, mais importantes, considerado por ele, foi o da área de ‘piscicultura’.

Publicidade

No final da reunião, Bolsonaro ao lado de Netanyahu, anunciou a instalação de um escritório comercial brasileiro, em Jerusalém, para tratar sobre assuntos como ciência, tecnologia e inovação.

“Agora há pouco, tomamos a decisão final, ouvindo o nosso general Augusto Heleno [ministro do Gabinete de Segurança Institucional], de abrir, em Jerusalém, um escritório de negócios voltado para ciência, tecnologia e inovação.”, declarou Jair Bolsonaro.

Bolsonaro ainda declarou:

Publicidade

“Nosso casamento no dia de hoje trará muitos benefícios aos nossos povos. Estou muito feliz. Peço a Deus que continue nos iluminando para tomar muitas decisões”, e ainda, dizendo em hebraico, ‘eu amo Israel’”, finalizando sua declaração.

Nessa segunda-feira (01), o presidente Jair Bolsonaro, participou de uma cerimônia de condecoração dos militares Israelenses, que foram ao Brasil, para ajudar nos resgates das vítimas do desastre ambiental e humanitário de Brumadinho.

Os militares israelenses foram condecorados com a insígnia da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, que é a mais alta condecoração brasileira atribuída a cidadãos estrangeiros. Bolsonaro fez um pronunciamento na cerimônia, agradecendo aos militares que ajudaram na tragédia.

“O trabalho dos senhores foi excepcional, fez com que nossos laços de amizade de há muito se fortalecessem. Nós, brasileiros, nunca esqueceremos o apoio humanitário por parte de vocês.”, declarou Bolsonaro.

Na segunda parte do dia, ao lado de Netanyahu, Bolsonaro visitou o ‘Muro da Lamentações’, considerado um lugar sagrado pelo judaísmo, onde os visitantes fazem orações, e depositam no muro, orações escritas em papel, e o presidente não fez diferente da tradição, fez uma breve oração, e depositou um pedido, que segundo ele, estava escrito: “Deus, olhe pelo Brasil”.

Publicidade

A delegação brasileira ainda ficará em Israel, até a quarta-feira (03), cumprindo com a agenda oficial.

https://youtu.be/52AHP1I3IcA

Editor-chefe do Gospel Minas. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês