Cristãos são ameaçados e mortos no norte da Colômbia

COLÔMBIA Nos meses de março e abril, três cristãos foram mortos e mais seis pastores foram ameaçados em regiões no norte da Colômbia.

Na tarde de 13 de abril, Francisco Meléndez, 46 anos, foi assassinado com seu cunhado a caminho da cidade de Caucásia, onde morava. Havia ferimentos de bala nos corpos.

Francisco era um cantor evangélico, conhecido como “Chico Melendez”, e frequentava a Igreja Quadrangular em Caucásia. Como evangelista, Francisco viajava pelo norte da Colômbia, animando e pregando por meio de músicas cristãs. Às vezes, grupos paramilitares não região desaprovavam seu trabalho, mas Francisco conseguia pregar sem problemas.

“Nunca fiquei sabendo de o Chico ter sido ameaçado por algum grupo ilegal”, contou a pastora Vivian Fontalvo. Pastora da Iglesia Del Dios Viviente, Vivan conhecia Francisco havia mais de dez anos.

Francisco tinha quatro filhos: Deivis (20), José Manuel (18), Flor Ester (16) e Jorge Luis (14). 

Há muitas ocorrências de assassinatos na cidade de Caucásia. A polícia ainda não disse nada e ninguém deu algum parecer. A esposa de Francisco, Ludis Ester Medran, não quis comentar sobre a morte do marido. As pessoas têm a sensação de que se falarem publicamente sobre essas mortes, elas mesmas acabam sendo alvo.

Assassinato e ameaça no Departamento de Arauca

Por volta da meia-noite, no dia 30 de março, Luis Edilberto Velazquez, 41 anos, foi morto a tiros.

Luis era um membro ativo da Igreja Pentecostal Unida no Departamento de Arauca. Ele trabalhava como taxista na cidade de Tame, e foi morto enquanto consertava seu táxi.

O taxista nunca havia recebido avisos ou ameaças. Sua esposa, Maria Esneida Villada, 45 anos, não tem idéia de qual seja o motivo que causou a morte de seu marido. Ela está na casa de sua irmã.

As autoridades ainda não publicaram informações sobre o assassino.

Na mesma época, o pastor Nieto foi ameaçado de morte por uma guerrilha caso continuasse a pastorear. No dia 6 de abril, Nieto escolheu deixar a cidade de Saravena e se mudar para Magdalena Medio, terra natal de seus pais. Sua esposa e filhos ainda estão Saravena, atén venderem todos os porcos q a família criava.

Os grupos rebeldes da região ampliaram suas investidas contra as igrejas, a fim de recuperar o controle que perderam.

Em duas grandes cidades do Departamento de Arauca, líderes cristãos foram eleitos para prefeito. Isso impede os grupos rebeldes de praticarem extorsão. Com menos dinheiro, as guerrilhas aumentaram o número de atos de violência contra cristãos, com o objetivo de intimidar a prefeitura.

Outros cinco pastores foram convocados para serem questionados peço segundo maior grupo rebelde do país, o ELN. Estima-se que haja 4.500 soldados desse grupo apenas em Arauca.  Eles viajam livremente pela fronteira entre Venezuela e Colômbia p fugirem de confrontos com o Exército colombiano. A Venezuela permite que eles tenham acampamentos na fronteira.

Fonte: MIssão Portas Abertas

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.