Conecte-se conosco

Gospel

Kaká participa da campanha “Jesus, Minha Esperança” na Espanha

Publicado

em

Os evangélicos espanhóis estão lançando uma campanha como o nome de “Jesus, Minha Esperança” com o suporte da Billy Graham American Foundation e a colaboração do jogador de futebol Kaká e do cantor Luis Juan Guerra para apresentar a mensagem de Jesus como grande esperança no meio da crise.


 


A referida crise é a mentalidade dominante no país que alega que ser espanhol não é compatível com ser um protestante e demanda um fim à chamada discriminação religiosa, segundo o periódico espanhol El Mundo.

A liberdade religiosa é ainda uma questão pendente na Espanha e não pode esperar, reclama Mariano Blázquez, presidente da Federação das Evangélica Espanha (Ferede). Além da mensagem de esperança de Jesus Cristo, a campanha contará com depoimentos de pessoas importantes do meio evangélico e outros menos conhecidos.

Além do testemunho de Kaká, jogador do Real Madrid, e do cantor Juan Luis Guerra, muitos trabalhadores, como o policial Anastasio Mata, também decidiram compartilhar as razões de sua fé.

Eu me considero privilegiado por ter fé em Jesus Cristo e quero compartilhar meu testemunho de que não há nada melhor do que a fé para ser feliz, disse o sargento da polícia.

Com os depoimentos de estrelas e anônimos os espanhóis querem apresentar à sociedade uma ‘carta de apresentação’. Segundo o coordenador nacional da campanha, Jose Pablo Sanchez, muitos ainda pensam que para ser um bom espanhol a pessoa dever ser católica.

O projeto já se espalhou para países tão diversos como o México, Indonésia, Filipinas, Egito, Zâmbia e Portugal, é patrocinado pela Fundação Billy Graham, que cobre três quartos do seu custo. Os protestantes espanhóis assumiriam um terço do custo total, que de acordo com o coordenador nacional, equivaleria a 300 mil euros.

Segundo o presidente da Ferede, ainda há discriminação na Espanha por questões religiosas, inclusive com relação às leis, e é preciso “não perder de vista os direitos da minorias”.

Fonte: Christian Post



 

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques do Mês

Você não pode copiar o conteúdo desta página