Música evangélica é sucesso em favelas do Rio

Música evangélica faz sucesso no Complexo de Manguinhos, em meio aos ritmos do carnaval. As 18 comunidades, atravessadas por mangue e ferrovia, têm moradores tocando ritmos para todos os gostos, inclusive a música de igrejas evangélicas tradicionais.

Além do funk e do pagode, presentes em todas as favelas cariocas, agora a música evangélica disputa o mercado, e na esteira dessa presença, uma mensagem que mostra novas possibilidades de caminhos alternativos para quem quer mudar de trilha.

Mesmo a existência de cantos religiosos, em espaços marcados pela falta de condições satisfatórias de vida, surgem como resultado da conversão à fé cristã através do trabalho missionário. Tal é o caso de Fabrício de Oliveira, cuja história com a música começou no grupo Novo Lance. Do pagode, que ele cantava, passou a cantar música evangélica com ensinamentos bíblicos, após se converter.

Hoje Fabrício exerce a função de ministro de louvor em sua igreja, desenvolveu um trabalho musical aceito no Complexo de Manguinhos e divulgadas entre as congregações do Complexo de Manguinhos. Ao cantar, o músico convida a igreja a adorar a Deus, e distribui suas canções em CDs, cuja venda já superou as 5 mil cópias.

Eu regravei os hinos da Harpa Cristã”, hinário da Igreja Presbiteriana do Brasil, “e fui divulgar nos grandes centros, como Madureira, Jacarepaguá e Campo Grande. Lá, eu montava o aparato de som, cantava ao vivo e vendia cada CD a R$10. Vendi 5 mil cópias”, afirmou.

Fonte: ALC

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.