Pastor que profetizou o fim do mundo sofre derrame

O pastor Harold Camping, 89, sofreu um derrame na quinta-feira (9) à noite
e teve de ser internado às pressas.

Aparentemente, ele não corre risco de morte,
mas uma pessoa que o visitou no hospital disse que a sua fala foi “afetada”.
“Ele está falando arrastado.” A família do pastor prometeu divulgar uma nota
sobre o estado de saúde dele.

Camping é dono do grupo Family Radio, que possui 65 emissoras nos Estados
Unidos e representantes em vários países, incluindo o Brasil. Ele previu o fim
de mundo para 21 de maio de deste. O pastor distribuiu em algumas cidades
outdoors com alerta sobre o Juízo Final, gastando milhões de dólares, mas também
arrecadando outros milhões.

Houve fiéis que, na certeza de que seriam arrebatados por Jesus,
abandonaram emprego e venderam tudo que tinham. Um brasileiro viajou dias antes
para Nova Iorque porque, segundo ele, lá encontraria Jesus.

Essa foi a segunda vez que Camping anunciou o fim do mundo. Na primeira,
ele disse que os tempos se esgotariam em 6 de setembro de 1994.

Desta vez, Camping foi alvo de chacotas, sobretudo de ateus militantes,
criando constrangimentos a líderes religiosos, que acusaram o pastor de ser
falso profeta. Um vídeo ateísta [ver abaixo] comemorou o arrebatamento porque o
mundo ficaria melhor com o sumiço de milhões de crentes.

Camping não pediu desculpas aos féis porque, disse, errou a data do
apocalipse. Após ter refeito seus cálculos, anunciou que o fim do mundo será na
verdade no dia 21 de outubro de 2011.

Um grupo de evangélicos ofereceu US$ 1 milhão pelas emissoras da Family
Radio com o argumento de que para Camping seria um ganho, ao menos no curto
prazo, considerando que nada mais vai existir a partir de outubro. O
 pastor recusou a proposta.

Fonte: Paulopes/ Guiame

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.