Projeto de lei propõe venda de rua para Igreja Batista da Lagoinha


Foi apresentado ontem para votação, na Câmara Municipal de Belo Horizonte, o PL 1802/2011, que autoriza a alienação
(para venda) de trechos de ruas à Igreja Batista Lagoinha.

O Projeto de Lei 1802/2011 que está em votação em segundo turno, apresenta a justificativa de que as ruas estão inseridas no perímetro de área particular de propriedade da IBL e não estão sendo utilizados para nehum fim.

Esses trechos hoje fazem parte da área destinada à
construção do novo templo da igreja que terá capacidade
para 30.000 pessoas. A alienação desses trechos é indispensável para implantação do empreendimento e sua viabilização.

Em contrapartida, o Município fica autorizado a receber, a
título de permuta, imóvel em região próxima da área a ser alienada, como
garantia de manutenção da infraestrutura urbana local.

A justificativa apresentada pelo vereador João Oscar, do PRP diz que “Esses trechos hoje fazem parte da área destinada à
construção do novo templo desta conceituada igreja de Belo Horizonte, com
capacidade para 30.000 pessoas, e que, sob os mesmos princípios e valores
praticados pela Igreja Batista da Lagoinha em seus mais de 50 anos de
existência, certamente será mais uma referência na formação cristã e humanística,
na prestação de assistência social e no desenvolvimento da cidadania em nossa
capital, inclusive
com a valorização do seu entorno.”

Leia o projeto na íntegra:
http://cmbhweb.cmbh.mg.gov.br:8080/silinternet/consultaProposicoes/detalheProposicao.do?idDocumentoVinculadoPrincipal=2c907f763161c32b01319a65b5751fb6&metodo=downloadDocAnexado

Gospel Minas
com informações da CMBH

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.