Conecte-se conosco

Mundo

Benjamin Netanyahu diz que orações de cristãos pela paz em Israel estão sendo atendidas

Publicado

em

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, falou aos cristãos em mensagem de Natal – Foto: Reprodução/Facebook

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou na semana passada que os laços entre Israel e os estados árabes é uma realização de uma profecia bíblica e disse que é fruto de orações. A declaração foi feita no Natal.

Publicidade

“Desejo aos muitos amigos cristãos de Israel em todo o mundo um feliz Natal. Em nome do povo de Israel, agradeço a cada um de vocês por suas orações e apoio”, disse Netanyahu em vídeo gravado em inglês.

“Surpreendentemente, aqui no Oriente Médio, temos feito progresso ativamente na realização da profecia bíblica de ‘paz na terra’, ou pelo menos nesta parte da terra”, disse ele, segundo o jornal israelense The Jerusalem Post.

Publicidade

Ele mencionou a ajuda do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que promoveu a normalização das relações entre Israel e o mundo árabe.

“No ano passado, e com a ajuda ativa dos Estados Unidos e do presidente Trump, avançamos com os acordos de Abraham, alcançando avanços históricos entre Israel e o mundo árabe. “Esta é uma mudança nova e revolucionária”, acrescentou.

“Após 26 anos sem um novo tratado de paz, tivemos quatro novos acordos em menos de quatro meses e isso é apenas o começo. Isso tornará a vida melhor, um lugar melhor para todas as pessoas do Oriente Médio. Isso tornará o mundo melhor”, declarou ele, segundo o The Times of Israel.

Publicidade

Netanyahu afirmou que “mais e mais países árabes estão repensando as atitudes hostis tradicionais em relação a Israel e estão buscando a reconciliação com o Estado judeu.”

O primeiro-ministro israelense reiterou que esses países deixaram de considerar Israel como seu inimigo.

“Em vez de considerar Israel como seu inimigo, eles nos consideram cada vez mais um amigo, um aliado, um aliado vital e um parceiro vital”, afirmou.

Em setembro, Israel assinou dois acordos de normalização com os Emirados Árabes Unidos e Bahrein na Casa Branca. Em outubro, o Sudão concordou em normalizar as relações com Israel. Este mês, o Marrocos assinou um acordo de laços com Israel.

 

Publicidade

 


Leia também:

Destaques do Mês