Conecte-se conosco

Mundo

Papa Francisco: “Deus é um aliado fiel a quem podemos pedir tudo”

Publicado

em

Foto: Alan Stell/Reuters

O Papa Francisco se pronunciou na última quarta-feira (13), durante a Audiência Geral celebrada na Biblioteca do Palácio Apostólico do Vaticano e disse que “Deus é um aliado fiel” e que lhe podemos “pedir tudo, explicar tudo, contar tudo”.

Publicidade

O Pontífice explicou que “a oração pertence a todos: aos homens de toda religião e, provavelmente, também naqueles que não professam nenhuma. A oração nasce no mais secreto de nós mesmos, nesse lugar interior que, com frequência, os autores espirituais chamam ‘coração’”.

Rezar não é para nós algo periférico, não é uma faculdade secundária e marginal, mas sim é o mistério mais íntimo de nós mesmos. As emoções rezam, mas não se pode dizer que a oração seja somente emoção – disse ele.

Publicidade

Além disso, Francisco assinalou que a inteligência reza, mas rezar não é unicamente um ato intelectual. Segundo ele, o corpo reza, mas se pode falar com Deus também na mais grave invalidez. E, portanto, todo o homem reza se seu “coração” estiver rezando.

LEIA TAMBÉM:

+Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde

Publicidade

+Julia Vitória regrava clássico dos anos 90 e lança “Além do Rio Azul”

+Governo publica calendário da 2ª parcela do Auxílio Emergencial

Rezar é um impulso, é uma invocação que vai além de nós mesmos: é algo que nasce no íntimo da pessoa e se estende, porque adverte a nostalgia de um encontro. A oração é a voz de um ‘eu’ em busca de um ‘você’ – afirma.

O papa ainda afirmou que “a oração do cristão nasce de uma revelação”.

O cristianismo é a religião que celebra continuamente a ‘manifestação’ de Deus, sua epifania. As primeiras festas do ano litúrgico são a celebração deste Deus que não permanece escondido, mas oferece sua amizade aos homens – disse.

Publicidade

– Deus é o amigo, o aliado, o esposo. Na oração se pode estabelecer uma relação de confidência com Ele. A Deus podemos pedir tudo, explicar tudo, contar tudo. Não importa se na relação com Deus nos sentimos culpados: não somos bons amigos, não somos filhos agradecidos, não somos esposos fiéis. Ele segue nos amando – disse ele.

O Papa Francisco finalizou a catequese insistindo em que “Deus é um aliado fiel, mesmo que os homens deixem de amar, Ele continua nos amando, mesmo se esse amor o leva ao Calvário”.

 

*Acidigital

Editor-chefe do Gospel Minas. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês