Auto de Páscoa da Igreja Batista deve atrair 25 mil pessoas em São José


Apresentação reservada a convidados foi feita na noite desta
terça (26). Espetáculo tradicional conta com a participação de 700
voluntários.

A Primeira Igreja Batista de São José dos Campos (PIB) deu
início a apresentação do tradicional Auto de Páscoa na noite desta terça-feira
(26), em evento reservado para convidados. O espetáculo – que conta o
nascimento, milagres, morte e ressureição de Jesus Cristo – é organizado pela
10ª vez consecutiva na cidade e neste ano tem a participação de 700
voluntários, sendo 300 artistas.

Auto de Páscoa PIB São José dos Campos (Foto: Larissa Tain/Divulgação PIB)

Peça conta a história da Paixão de Cristo e deve atrair 25
mil pessoas. (Foto: Larissa Tain/Divulgação PIB)

Nesta quarta-feira (27), a apresentação passa a ser aberta
ao público, mediante doação de um quilo de alimento e se estende até sábado
(30). De acordo com a organização, todos os ingressos já foram trocados, mas
caso haja desistência as pessoas que não têm o bilhete poderão assistir.

Comemorando uma década, o tema de 2013 é ‘Entrega’. A
expectativa é que esta edição atraia 25 mil pessoas, no espaço de 9 mil metros
quadrados com capacidade para 4 mil lugares. “Tudo começa com Deus, foi
ele que entregou Jesus, então nós podemos dar, podemos doar e estamos aqui para
isso. Queremos ver pessoas sendo transformadas através desta história e que
corações sejam tocados”, disse ao G1 a coordenadora geral do evento, Leila
Paes.

De acordo com Leila, algumas músicas foram compostas pelo
elenco e membros da PIB. “Algumas músicas foram compostas e orquestradas
pelas pessoas que estão fazendo parte do Auto e membros da igreja”,
revelou Leila. Os ensaios para o espetáculo levaram dois meses.

Este é o quarto ano consecutivo que Bruno Amaro interpreta
Jesus e a sétima vez que ele participa do evento. Os desafios são grandes na
hora de encenar. “É o desafio de inovar e não perder a essência. Não
esquecer o motivo do que estamos fazendo, não perder o foco, que é mostrar para
as pessoas através da arte cada vez mais excelente a história do verdadeiro
amor incondicional”, contou Bruno.

Para Amaro, durante a peça, existem momentos específicos em
que a emoção das pessoas que estão assistindo aumenta a vontade dele passar a
mensagem. “No momento da ressureição, quando eu vejo o olhar das pessoas e
percebo que elas entenderam a mensagem, isso faz com que eu queira demostrar
mais para elas, como se fosse Jesus, mostrando que foi por ela que ele fez tudo
isso”, disse o ator.

Para André Glucksmann que interpreta pela segunda vez o
papel do traidor Judas, a experiência com o teatro ajudou na hora de
interpretar o personagem, mas é preciso saber separar as coisas e tentar conter
a emoção. “Eu já tinha experiência com peça de teatro, o que ajuda
bastante na hora de interpretar, mas confesso que quando recebi o convite para
interpretar Judas eu fiquei espantado, mas depois fui separando as coisas”,
disse André.

Ecumênico

Segundo a organização, o espetáculo é aberto para pessoas de
todas as religiões. Exemplo disso é a freira Risocélia Silva, que pela primeira
vez foi assistir ao musical e se emocionou com a apresentação. “Acho que
reavivou mais a minha fé depois desta apresentação. É um evento para todas as
pessoas, de todas as religiões”, disse a religiosa.

O prefeito Carlinhos de Almeida (PT) esteve presente ao
evento, elogiou o trabalho do elenco e afirmou que o espetáculo já faz parte do
calendário de São José dos Campos. “Você percebe que as pessoas dão o melhor de
si e são todos voluntários, é muito organizado. É um dos eventos mais
importantes para a nossa cidade e pelo qual São José se orgulha em assistir a mensagem
do evangelho, levando fé e o amor ao próximo, a unidade e a comunhão. Muito
bonito o que aconteceu aqui”, ressaltou.

Serviço

Auto de Páscoa 2013
Data: 27 e 28 de março às 20h / 29 e 30 de março às 17h e
20h
Local: Avenida Andrômeda, 227, Jardim Satélite, São José dos
Campos

G1

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.