Conecte-se conosco

Brasil

Bolsonaro demite Mandetta do Ministério da Sáude

Publicado

em

O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, foi demitido nesta quinta-feira, (16), pelo presidente da república Jair Bolsonaro, após um longo processo de embate entre eles diante das ações de combate ao coronavírus.

Publicidade

O presidente convidou o oncologista Nelson Teich para assumir o lugar de Mandetta. Segundo aliados de Bolsonaro, o médico aceitou o convite. A expectativa é a de que o anúncio ocorra nesta quinta-feira, (16).

Mandetta confirmou sua demissão por meio de sua conta no Twitter.

Publicidade

“Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde.
Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar”, escreveu o agora ex-ministro de Bolsonaro.

“Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país”, completou.

A relação entre Bolsonaro e Mandetta estava desgastada havia cerca de um mês por divergências na condução do combate à pandemia do coronavírus.

Publicidade

Na última quarta-feira, (15), em uma entrevista em tom de despedida ao lado de sua equipe, Mandetta afirmou que havia descompasso com o Palácio do Planalto e indicou a sua demissão como certa.

Mandetta voltou a defender a manutenção do caminho da ciência, em uma crítica indireta às pressões que sofre do presidente, contrário ao isolamento social e defensor do uso de medicamento sem eficácia e segurança comprovadas.

O presidente vinha batendo de frente com seu auxiliar e, nos últimos dias, deu celeridade à busca por um substituto.

O ex-ministro afirmou a interlocutores que cometeu um erro ao dar a entrevista ao Fantástico, da TV Globo, no último domingo, (12), com uma série de críticas indiretas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e reconheceu que, diante disso, seu cargo estava novamente ameaçado.

*FolhaPress

Publicidade

Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!


 

Você sabia?

Deus está em toda parte, mesmo nas notícias. É por isso que vemos todas as notícias através das lentes da fé. Temos o compromisso de oferecer jornalismo cristão independente e de qualidade em que você possa confiar. Mas é preciso muito trabalho, tempo e dinheiro para fazer o que fazemos. Ajude-nos a continuar a ser a voz da verdade na mídia, apoiando o Gospel Minas. Doe AQUI.

Destaques do Mês