Goleiro Bruno foi batizado em presídio de Contagem

O ex-goleiro Bruno Fernandes, que começou a frequentar os cultos evangélicos na prisão, foi batizado nas águas hoje, dentro do Presídio Nelson Hungria, em Contagem (MG).


“Amanhã (hoje) é um dia de muita alegria para mim! Meu marido vai ser batizado nas águas na igreja da penitenciária! Eis que Deus fará nascer um novo homem!”, escreveu a namorada de Bruno, Ingrid Calheiros, em seu Facebook.


Estela de Souza, a avó de Bruno, será quem comparecerá à cerimônia no lugar da namorada do ex-goleiro, que está com dengue e por isso não poderá comparecer.


“Uma nova Criatura em Cristo Jesus, obrigado Deus, tu sabes de todas as coisas! Em tudo na nossa vida é um propósito de Deus, e o propósito do Bruno se cumpre amanhã! em nome de Jesus, Amém”, escreveu a namorada.


A comemoração começou desde que Bruno também conseguiu a liberdade condicional, recentemente, depois de ser acusado de agressão e cárcere privado de Eliza Samudio, no Rio de Janeiro, em 2009.


“Amémmmmm, falei pra ele, um pé na rua e outro no cartório!!! rsrs”, expressou Ingrid na rede social.


Ele está ainda em processo, acusado de ter planejado e assassinado Eliza, que estava grávida de “Bruninho” quem ela alegou na época ser do goleiro. Segundo ela, o ex-goleiro se recusara a assumir o filho e queria que ela o abortasse.


Mas, Bruno, parece ter mudado muito depois de ser preso e começar a frequentar os cultos evangélicos oferecidos na prisão. Lá dentro, ele aceitou também com humildade fazer o trabalho de limpeza dentro dos estabelecimentos.


Segundo seu advogado, os cultos evangélicos mexeram com o lado sentimental do ex-goleiro. “[Os cultos evangélicos] Tem mexido com a parte sentimental dele”, disse Francisco Simin, o advogado de Bruno.


No dia 21 deste mês, Bruno reconheceu legalmente o filho que teve com a modelo Eliza, decisão que foi tomada pelo próprio atleta, independentemente da rezalização de exame de DNA.

Christian Post

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.