Conecte-se conosco

Gospel

Juíza anula sentença que condenava Igreja Universal a indenizar Xuxa

Publicado

em

A juíza anulou a ação movida pela Rainha dos Baixinhos que teve seu nome associado ao “diabo” em uma matéria da Folha Universal.


A desembargadora Conceição Mousnier da 20ª Câmara Civil do Rio de Janeiro anulou a sentença que condenava a editora da Igreja Universal a pagar indenização à  Xuxa Meneguel por ter publicado uma matéria no jornal da igreja dizendo que a apresentadora teria feito pacto com o “mal”.


Em janeiro do ano passado a justiça tinha condenado a IURD a pagar R$150 mil para Xuxa por danos morais, mas os advogados da apresentadora entraram com novo pedido solicitando danos materiais que não foram avaliados em primeira instância.


A matéria em questão foi publicada no jornal Folha Universal com a manchete “Pacto com o mal?” falando de um vídeo postado no Youtube onde o pastor Josué Yrion, que está radicado nos Estados Unidos, afirma que a loira vendeu a alma para o diabo para ter sucesso na carreira.


O primeiro julgamento feito pela juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro, da 6ª Vara Cível da Barra da Tijuca, aprovou a indenização dizendo que o texto publicado não continha nenhuma informação, apenas especulações que prejudicavam a imagem da apresentadora.


Mas a desembargadora não aceitou o novo valor, cerca de R$ 3 milhões, pedidos pelos advogados da Rainha dos Baixinhos e anulou a indenização. Ainda cabe recurso.


GospelPrime
Com informações O Globo e EGO

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques do Mês

Você não pode copiar o conteúdo desta página