Conecte-se conosco

“Não podemos fazer da nossa dor, a nossa bandeira”, diz Nívea Soares sobre o racismo

Publicado

em

Cantora Nívea Soares – Foto: Reprodução/YouTube Positivamente Podcast

A cantora gospel Nívea Soares, uma das maiores vozes evangélicas do Brasil, compartilhou durante uma entrevista para a apresentadora Karina Bacchi que, por ser negra, já viveu muitos episódios de racismo até mesmo no contexto da igreja.

No entanto, Nívea abraçou a luta contra a discriminação com amor, usando a força da fé e o Evangelho de Jesus como “armas”. “A gente não pode fazer da nossa dor, a nossa bandeira. Jesus e o Evangelho precisam ser a nossa bandeira”.

Segundo ela, o preconceito e o racismo estão nas estruturas da sociedade, mas que elas não podem determinar o que as pessoas são. E por isso, elas não podem querer lutar com outras armas, que não seja o Evangelho de Jesus.

“O Evangelho de Jesus é o único lugar onde o ser humano tem igualdade. Não existe igualdade fora de Jesus. O pecado sempre vai arrastar as pessoas para se dividirem, para discriminarem, para quererem ter repulsa pelo outro por ser pobre ou rico, ou por ser branco ou negro, ou por ser de outra nação”, afirmou Nívea Soares.

Ela completa dizendo que o Espírito Santo de Deus leva as pessoas à unidade. Além disso, disse que quando alguém começa a lutar fora dos parâmetros de Deus, a divisão entre as pessoas permanece ou até mesmo aumenta entre elas.

“A dor da discriminação de muitos é uma dor genuína. A gente não pode negar isso. Mas é uma dor que vai ser curada a partir de um Encontro com Jesus e a partir de uma comunhão com o Espírito de Deus”.

Assista parte da entrevista abaixo:

Destaques do Mês