Conecte-se conosco

Paciente acorda de coma após família planejar seu funeral: “Deus me tocou”

Publicado

em

Staci Williams ao lado do marido, David, na UTI; à direita, David recuperado milagrosamente – Foto: Cortesia da Família Williams

David precisou ser internado na UTI do Hospital St. Luke’s em Kansas City, nos Estados Unidos, com a Covid-19, e segundo os médicos, “tinha menos de 1% de chance de acordar. E se ele acordar, nunca será capaz de voltar para casa”.

Publicidade

A notícia deixou Staci Williams, esposa de David, desesperada. Ela chamou os anciãos da igreja. Ela também consultou vários profissionais médicos, incluindo dois conhecidos por sua cristã. Eles ouviram os resultados, concordaram que suas chances não pareciam boas e começaram a orar.

Diante do quadro, Staci começou uma intercessão desesperada pelo seu marido, que tem 33 anos. “Deus, eu só preciso saber”, ela orou. “Eu quero paz se David não voltar.”

Publicidade

Ela tentava conversar com David em sua cama de hospital, mas não havia resposta: “David, não sei se você pode me ouvir. Mas se você estiver aí, preciso que me dê um sinal de alguma forma”.

Diante do relatório médico, Staci conversou sobre o assunto com os filhos, incluindo uma filha casada e grávida do primeiro neto. Juntos, eles decidiram tirar David do respirador. A equipe médica indicou que ele morreria logo depois. Mas eles esperaram até o dia seguinte, que era o Dia de Ação de Graças.

O pastor da família havia agendado o funeral de David, incluindo a designação de carregadores do caixão. Mas ele evitou escrever o sermão memorial. “Não tive paz da parte de Deus sobre isso”, disse ele. “Nossas orações têm sido por cura”.

Publicidade

Naquela manhã de sexta-feira, 27 de novembro, David abriu repentinamente os olhos e começou a olhar diretamente para a esposa. “Semanas antes, tinha sido um olhar vazio vítreo”, disse ela. “Desta vez, o olhar em seus olhos dizia, eu vejo você.” Ela se virou para a filha e disse: “Vá chamar o médico!”

O neurologista chefe deu ordens aos médicos e enfermeiras para ministrar esteroides e plasma convalescente em David todas as noites, um tratamento emergente na época. Desde então, os médicos o chamaram de “milagroso”. A família e David creditam a recuperação à cura divina.

“Quando eu estava totalmente desamparado, Deus me tocou e abriu um caminho para que eu acordasse”, disse David em uma entrevista por telefone.

Centenas de pessoas em todo o mundo oraram por ele, reunidas por amigos da Igreja Connection Point em Raytown, Missouri, onde os Williams são membros. Os grupos em sua igreja tornaram a oração por sua recuperação uma prioridade.

“Não posso explicar pela ciência”, disse o amigo da família, Dr. Scott Kujath, cirurgião vascular familiarizado com os efeitos do Covid-19. Ele acredita que todas as orações por ele “fizeram a diferença”.

Publicidade

David ficou conhecido como “o paciente milagroso” por superar um estado severo da doença. Médicos visitantes iam ao quarto de David quase diariamente para aprender com seu caso. “Minhas enfermeiras assistentes choravam e diziam: ‘Vimos Deus se mover aqui’. Eu dizia: Isso é exatamente correto. Foi Deus.”

David espera testemunha em outras igrejas sobre sua experiência única com Covid severo.

“Os problemas são oportunidades de viver sua fé em voz alta, onde as pessoas possam vê-la”, disse ele. “Eles podem nunca pegar uma Bíblia, mas eles podem ver você e eles vão notar como você reage em meio a problemas e dificuldades.”

Aniversário de David em 21 de janeiro de 2021 – Foto: Cortesia da Família Williams

Editor-chefe do Gospel Minas. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês