Bolsonaro decreta jejum nacional contra o coronavírus

Presidente conversou com pastores na frente de sua residência e declarou que domingo será o dia do jejum.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse na tarde desta quinta-feira (02) que o próximo domingo (05) será “Dia de Jejum”. O anúncio foi feito em um vídeo após conversa com pastores em frente do Palácio da Alvorada, residência oficial de Bolsonaro. O vídeo foi feito por um pastor no local e publicado por dezenas de pastores pelo Brasil.

Um dos pastores que integrava o grupo, disse ao presidente que ele tinha “autoridade” e pediu que ele convocasse a nação para um jejum em meio à crise e pandemia do novo coronavírus. Outro pastor que estava presente lembrou ao presidente sobre “um povo” que está clamando aos céus pela resposta divina e fez declarações ao presidente – parafraseando versos bíblicos, dizendo que “pelejarão contra ti, mas não prevalecerão”.

Ao responder os pastores e agradecer aos evangélicos que tem orado pela nação e por sua liderança, o presidente afirmou que “com Ele ao nosso lado… o Brasil sairá dessa muito mais forte”. Concluiu dizendo que “para quem tem fé e acredita, domingo é dia de jejum”.

Mais tarde, em entrevista à rádio Jovem Pan, confirmou a ideia.

“Sou católico e minha esposa, evangélica. É um pedido dessas pessoas. Estou pedindo um dia de jejum para quem tem fé. Então, a gente vai, brevemente, com os pastores, padres e religiosos anunciar. Pedir um dia de jejum para todo o povo brasileiro, em nome, obviamente, de que o Brasil fique livre desse mal o mais rápido possível”, declarou Bolsonaro.

 

JEJUM DE ARREPENDIMENTO

O pastor Luiz Hermínio, líder do Missões Evangelísticas Vinde Amados Meus (Mevam), na última terça-feira (31), convocou  o presidente Jair Bolsonaro a proclamar um jejum de arrependimento pela nação em meio à pandemia do coronavírus, pedido atendido nesta quinta.

“Brasil, quem sabe não foi para essa hora que Deus te levantou. Entendemos que precisamos intensificar o clamor pelas nações da terra nesses dias. Como brasileiros, unidos em um só coração, vamos clamar e jejuar pelo favor de Deus! Senhor Presidente Jair Messias Bolsonaro, nos ajude a decretar um Jejum pelo nosso Brasil. Amamos essa terra!”, pediu o pastor na última terça-feira em suas redes sociais. “Precisamos de um jejum de arrependimento”, finalizou ele.

Veja:


Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.