Conecte-se conosco

Último paciente de Manaus, internado na PB, ganha alta: “Estou me sentindo um milagre de Deus”

Publicado

em

A cabeleireira Beatriz Xavier ficou 14 dias em tratamento na Unidade de Terapia Intensiva – Imagem: Divulgação

A última paciente de Manaus que estava em tratamento contra a Covid-19, o novo coronavírus, no Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa, deixou a unidade de saúde, após ganhar alta nesta segunda-feira (1º/03).

Publicidade

A cabeleireira Beatriz Xavier ficou 14 dias em tratamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ela foi internada no HULW-UFPB no dia 7 de fevereiro, após chegar à Paraíba em um voo da Força Aérea Brasileira.

“Estou me sentindo um milagre de Deus”, comentou a Beatriz pouco antes de deixar as dependências do Lauro Wanderley. “Os profissionais daqui são muito diferenciados. Eu fui muito bem tratada. E agora estou voltando para casa. Fui intubada por sete dias, mas o importante é que a gente vai voltar com vida. Quero agradecer a todo mundo por ter me ajudado”, disse ela.

Publicidade

Com a alta da cabeleireira, o HULW encerra um ciclo de 45 dias de muito trabalho, cooperação, fé, otimismo e esforço coletivo, como avalia a chefe da Divisão de Gestão do Cuidado, Analyane Braga.

“Este é um momento histórico para a instituição, pois nunca tínhamos participado de uma ação humanitária dessa magnitude, recebendo pacientes de tão longe”, disse.

Os leitos que agora estão vagos com o fim do tratamento dos pacientes de Manaus serão utilizados pelos pacientes da Paraíba. Durante os 45 dias, 32 pacientes da capital amazonense foram tratados e curados no HULW.

Publicidade

 

Destaques do Mês