André Valadão: “Ninguém pode impedir a igreja de falar a verdade”

Em uma ministração, o pastor pregou sobre o tema "É pecado ou Não É" e citou vários pecados com base na Bíblia

Cantor e pastor André Valadão – Foto: Lagoinha Orlando

Em uma pregação no último domingo (13), na Igreja Batista da Lagoinha, na cidade de Orlando, nos Estados Unidos, o pastor André Valadão, líder da igreja, pregou sobre o tema “É Pecado ou Não É” com o objetivo de esclarecer os membros da sua igreja, e aos fiéis que acompanhavam sua ministração, quanto ao que a Bíblia ensina a respeito do assunto. No início ele disse: “A vida daquele que ama Jesus, e que quer viver para Jesus e caminhar para Ele, tem uma só uma perspectiva, alvo e direção – Jesus é Tudo, o Centro, o Núcleo, a Base e o meu Fundamento”, disse André em sua introdução.

+ “É abominável uma produção como a deste filme”, dispara Damares Alves sobre ‘Lindinhas’

Segundo o pastor André, a Palavra de Deus ensina que pecado é errar o alvo, além disso, é fracassar na caminhada com Cristo Jesus. Ele disse que a Igreja não tem falado o que é pecado, e que cada um, atualmente, tem definido por si mesmo se algo é pecado ou não é.

– Não é opinião de ninguém, não é um conselho de alguém, é algo que eu quero ler para você, e que tem mais de dois mil anos de idade. Eu vou apontar para você vários pecados que não sou eu que estou dizendo, mas está na Bíblia, eu só vou ler a bíblia para gente entender isso. E a falta de interpretação é, sem dúvida, uma das maiores falhas dos nossos dias. A gente lê, mas não entende, a gente lembra, não entende – Disse André.

+ Dez igrejas devem mais de R$ 382 milhões à União; Igreja da Unificação lidera lista

O primeiro pecado citado por André, está em Tiago 4:17 – “Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado”. Segundo o pastor, se alguém tem uma coisa boa para fazer, uma atitude boa em relação a algo ou a alguém, se essa pessoa não faz, está cometendo um pecado.

– Ah, “eu não vou fazer porque eu não quero, eu não vou fazer porque eu não acho”. Se você sabe que você poderia fazer o bem em relação aquilo e não faz, e não sou eu que estou dizendo está na Bíblia, é pecado. Ah, “mas eu decido o que eu quero”, não, se você quer decidir o que você quer, Jesus não é o Senhor da sua vida. Se Jesus é o Senhor da sua vida você não faz o que você quer, você sabe que tem algo bom que você pode fazer e se você não faz, Ele está dizendo, “pecou, tem que se arrepender, é pecado fazer isso” – Disse Valadão.

André prossegue citando Tiago 4:4 – Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.”, De acordo Valadão, se alguém escolhe o mundo ao invés do Reino de Deus, também está cometendo pecado.

+ “Na igreja não pode tudo, mas pode todo mundo”, declara Pastor Felippe Valadão

O líder da Lagoinha segue citando alguns pecados descritos na Bíblia. Com base em 1º Coríntios capítulo seis, André cita vários pecados: “Nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, Nem Fake News, em trapaceiros, herdarão, o Reino de Deus”

– O Reino de Deus é para aqueles que querem viver debaixo da lei de Deus, debaixo dos princípios da fé e que não negociam realidades e que estão constantemente em uma vida de arrependimento. O Reino de Deus é para quem quer mudança de vida – Disse André.

Em outra parte de sua ministração, o pastor André Valadão, citou o livro de Romanos, capítulo 1º, para lembrar os fiéis sobre o que a Bíblia fala a respeito do pecado sexual, inclusive o homossexualismo. André voltou a afirmar que a Igreja não tem falado o que realmente é pecado, e como resultado, as pessoas têm interpretado pecado de acordo com o que acham o certo.

+ Pr. Wagnão sai em defesa de André Valadão: “O salário do pecado é a morte e você precisa escolher um lado”

O líder cristão disse aos fiéis que a Constituição Brasileira garante o direito de culto, ou seja, cada igreja tem seu direito constitucional de culto, um lugar que tem leis, usos, consumes e princípios. Diante desta informação, André disparou:

– Nós que entendemos o evangelho, não podemos nos calar, ninguém pode nos impedir de falar a verdade, é um direito que temos, é o princípio da palavra de Deus e ponto final. Ninguém vai mudar o equilíbrio da igreja, ninguém vai mudar a coluna vértebra da igreja, ela tem um princípio. Pastores, e me incluo nisso, é hora da gente falar o que é pecado e o que não é. E se você não concorda, dá licença, porque no lugar do culto que nós prestamos, pecado é pecado, não é pecado, não é pecado – Disse ele.

O pastor citou exemplos de pecados que são considerados “Graves”: Imoralidade sexual, idolatria, roubo, bebedeira, extorsão, assassinato e ocultismo. Ele também citou alguns atos que não são considerados pecados, são eles: Fazer tatuagens, usar brinco, bater palmas em culto, ver televisão, tomar bebida alcoólica (sem se embriagar) e comer açúcar.

Assista completo:

 


Receba as notícias do Gospel Minas no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp: bit.ly/2R9Ign9

Telegram: bit.ly/2CNJQY7


 

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.