Conecte-se conosco

Brasil

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Publicado

em

A doença que pode majorar os efeitos do coronavírus

Imagem de microscópico mostra o novo coronavírus, responsável pela doença chamada Covid-19

O planeta Terra segue em alerta em função da pandemia do novo coronavírus. No Brasil, alguns estádios de futebol estão à disposição das autoridades estaduais e municipais para ajudar no combate à doença. Confira abaixo alguns clubes e empresas que se prontificaram e disponibilizaram seus estádios para serem usados para enfrentamento ao Covid-19.

Publicidade

 

Estádio Pacaembu – São Paulo/SP

O estádio Pacaembu é o primeiro estádio que será usado como hospital de campanha no país. A construção no estádio que fica na Zona Sul de São Paulo/SP começou neste domingo (22). No local serão colocados 202 leitos para receber pacientes com coronavírus. A tenda de 6.300 metros quadrados está sendo erguida por 80 funcionários e a previsão é de que a obra termine até o dia 10 de Abril.

Também em São Paulo, a prefeitura vai abrir mais 1.800 leitos no Complexo do Anhembi, na Zona Norte da capital, onde fica localizado o Sambódromo.

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Foto: Prefeitura de SP/divulgação

Publicidade

Estádio Nilton Santos – Rio de Janeiro/RJ

Na quinta-feira (19) o Botafogo do Rio de Janeiro informou pelas redes sociais que colocou a estrutura do Estádio Nilton Santos à disposição das autoridades de saúde. A iniciativa partiu do clube carioca na tentativa de ajudar o governo na solução do surto de coronavírus. Enquanto a pandemia do Covid-19 não é resolvida, o estádio está sem o movimento habitual. Tanto os jogos quanto os treinos que são realizados no local estão suspensos ao menos até o próximo dia 30 de março. Por ordem da CBF e da Ferj, o futebol carioca segue a quarentena.

“O Botafogo de Futebol e Regatas coloca a infraestrutura do Estádio Nilton Santos à disposição das autoridades de saúde para ajudar no que for necessário no período da pandemia COVID-19. O Clube, ciente de sua responsabilidade social, se solidariza neste momento difícil.”, diz a nota do clube carioca.

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Foto: Reprodução/Instagram

Estádio Morumbi – São Paulo/SP

Publicidade

O São Pulo Futebol Clube fez um anúncio na última quinta-feira (19) onde disponibiliza toda a estrutura do estádio do clube para o enfrentamento da pandemia do coronavírus. Além disso, os CTs do clube em Cotia e da Barra Funda estão disponíveis para uso pelos governantes. Um documento assinado pelo presidente do clube Carlos Augusto de Barros e Silva, foi endereçado à Secretaria Estadual de Saúde disponibilizando as instalações. O clube suspendeu as atividades nos locais e liberou todos os atletas masculino e feminino.

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Foto: Igor Amorim /saopaulofc.net

Arena Corinthians – São Paulo/SP

O Corinthians anunciou que vai abrir a sua Arena a partir desta semana para receber doações de sangue e auxiliar no combate à pandemia do coronavírus. As doações deverão ser agendadas para evitar aglomerações e seguir os protocolos recomendados pela (OMS) e pelo Ministério da Saúde.

“Face ao necessário enfrentamento da epidemia de coronavírus no Brasil, e fiel à sua tradição de solidariedade e responsabilidade social, o Sport Club Corinthians Paulista está disponibilizando todos os seus equipamentos para que as autoridades avaliem de que forma poderão ser utilizados no combate ao avanço da doença e na assistência à população em geral. Estão à disposição, desta forma, sua sede social, no Parque São Jorge, o Centro de Treinamento Dr Joaquim Grava e a Arena Corinthians.”, escreveu o Corinthians em nota.

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Foto: Marcos Ribolli

Publicidade

Arena da Baixada – Curitiba/PR

O Athletico Paranaense disponibilizou a Arena da Baixada e o CT do Caju aos órgãos de saúde do Paraná para dar apoio ao tratamento de pessoas no combate ao Covid-19. O clube disse que as autoridades podem utilizar o espaço da “forma que entenderem necessários”.

“Portanto, cumprindo com sua responsabilidade social e reforçando o compromisso que sempre estivemos parceiros dos poderes públicos e do povo do Paraná, o Clube Athletico Paranaense se põe à disposição, esperando que as medidas competentes e antecipadas já tomadas pelos governos do Estado do Paraná e Município de Curitiba irão controlar a contaminação”, diz a nota do clube.

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Foto: Thiago Ribeiro

Estádio Frasqueirão – Natal/RN

O ABC de Natal colocou toda a estrutura do Frasqueirão à disposição da Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap). Em nota divulgada à imprensa, o clube diz que a “diretoria abecedista, ciente da responsabilidade social em que o clube tem diante da sociedade, ainda mais nesse momento importante e crítico vivido por todos, disponibiliza as dependências do seu estádio caso haja a necessidade de ampliação, por parte do Governo, da estrutura de apoio e combate ao novo coronavírus, o Covid-19”.

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Foto: ABC

Mané Garrincha – Brasília/DF

A concessionária Arena BSB, que administra o estádio estádio mais caro construído para a Copa do Mundo, a um custo estimado em R$ 1,5 bilhão, Mané Garrincha, colocou a arena à disposição do Governo do Distrito Federal para o combate à pandemia do novo coronavírus. O local poderá ser utilizado como centro de triagem ou hospital de campanha pela Secretaria de Saúde. 

“Entendemos que disponibilizar a estrutura do estádio é assumir uma cota de responsabilidade social neste momento tão crítico. Estamos dispostos a colaborar em todas as ações necessárias para a minimização da epidemia e suas consequências”, afirma o presidente da Arena BSB, Richard Dubois.

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Foto: Metrópoles

Estádio Mineirão – Belo Horizonte/MG

A Minas Arena, administradora do estádio Mineirão, confirmou que colocou o estádio à disposição do Estado de Minas Gerais e da prefeitura de Belo Horizonte, no último sábado (20).

“O Mineirão informa que a decisão pela construção de hospitais de campanha cabe aos órgãos de saúde ou militares. Até o momento, a equipe do estádio não foi procurada com esta demanda por parte dos órgãos, porém se colocou à disposição do Estado de Minas Gerais na última terça-feira (16) e da Prefeitura de Belo Horizonte, no último sábado (20). O Mineirão reitera que está em contato constante com o poder público e integralmente à disposição para auxiliar com o que for possível”, informa o comunicado enviado ao Portal O Tempo.

Clubes e empresas cedem estádios de futebol para combater o coronavírus

Foto: Divulgação/Portal da Copa

Destaques do Mês