Conecte-se conosco

Enfermeira cristã sacrifica sua vida para salvar paciente paralítico de uma casa em chamas

Publicado

em

Gwendolyn Theus, morreu enquanto tentava resgatar paciente em uma casa pegando fogo em Louisiana – Foto: Reprodução

Por volta das seis da tarde do dia 23 de novembro, um incêndio surgiu na casa de uma proprietária paralítica em Richland Parish (Louisiana). Por causa de sua condição, ficou presa em seu quarto. Mas a enfermeira Gwendolyn Theus que antes trabalhou em serviços de nutrição no Hospital Delhi estava lá. Então, alertou sua paciente e veio em seu socorro.

Publicidade

De acordo com o Departamento de Bombeiros do Estado da Louisiana (Veja o comunicado aqui), a enfermeira Gwendolyn fez tudo o que pôde para manter sua paciente em segurança. Ela tentou tirar a paciente de 71 anos pela porta, mas não conseguiu. Então tentou tirar pela janela, com a ajuda de vizinhos.

No entanto, quando os primeiros socorros chegaram e as resgataram da casa; a enfermeira já havia inalado muita fumaça. Logo, os médicos não puderam reanimá-la. E assim, ela faleceu. Mas a sua paciente respondeu à reanimação e a levaram para uma unidade de queimados no Mississippi. Onde se espera que ela se recupere totalmente.

Publicidade

Em um comunicado, o corpo de bombeiros declarou:

“‘Sra. Theus’, os esforços valorosos para colocar a vida de sua paciente antes da sua são admiráveis e comoventes. Nossas orações são com seus entes queridos. E com a vítima sobrevivente por sua recuperação e perda de sua dedicada enfermeira e amiga.”

Uma verdadeira heroína!

Gwendolyn, uma mãe de seis filhos, era esposa do Rev. Billy Theus da Igreja Batista Turkey Creek. Em um obituário da enfermeira heroína de 64 anos; dizia como ela era conhecida por “compartilhar a mensagem de esperança e amor com todos que conhecia”.

Publicidade

“Gwen era uma mulher de Deus sensível, amorosa e dedicada”, dizia o obituário. “Ela deu a vida para salvar outra pessoa na noite de 23 de novembro em um incêndio em uma casa enquanto estava sentada com uma paciente idosa paralítica”.

Na verdade, Gwen demonstrou esse amor sacrificial de Cristo a sua paciente. Assim como o que está escrito na Bíblia em João 15:13; “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos”.

Ela é uma verdadeira heroína, e seu legado em amar como Cristo amou certamente será lembrado.

 

 

Publicidade
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Enfermeira cristã sacrifica sua vida para salvar paciente paralítico de uma casa em chamas - OTPB - Ordem dos Teólogos e Pastores do Brasil

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques do Mês