Conecte-se conosco

João Paulo testemunha como Deus libertou de sua ansiedade e síndrome do pânico

Publicado

em

 

João Paulo / Foto: Leanna Abdon

Publicidade

O transtorno da síndrome do pânico atinge cerca de 2% da população brasileira, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e é caracterizado por crises recorrentes de pânico. Os sintomas incluem taquicardia, suores, tremores, falta de ar, dor no peito, náusea, medo de morrer ou de perder o controle, e pode ser confundido com problemas cardíacos ou Acidente Vascular Cerebral (AVC). A crise dura poucos minutos, segundo especialistas e o problema maior do transtorno é viver com o medo.

E nesta quarta-feira (09) João Paulo, líder do Céu na Terra Moviment, testemunhou sua cura desse mal que lhe atingia a quatro anos. Ele usou suas redes sociais para manifestar sua alegria e gratidão, mostrar como venceu e deixar uma mensagem para aqueles que também sofrem dos transtornos da ansiedade e síndrome do pânico além de pedir desculpas pelos líderes.

Publicidade

João disse que foram quatro anos lutando contra o mal, tomando três medicamentos controlados para conter as doenças e ainda outros 2 para as crises fortes, medicamentos como Citalopram, Socian, Depakort, Rivotril e Diazepam.

Em seu relato, João contou que em Abril de 2018, ao pregar em uma cidade no estado do Mato Grosso, teve uma situação com Deus na qual diante daquele momento, segundo ele, Deus o libertou do mal que a seguia além dos remédios que costumava tomar.

Ele continuou dizendo que pensou que por ser líder, tinha certo receio de como seria recebido pelas pessoas com suas reações, sobre sofrer de ansiedade e síndrome do pânico.

Publicidade

“Deus então me disse: ‘João, meu evangelho não tem nada a ver com você, mas sim comigo.’ Um belo tapa na cara, vi que meu ego estava inchado.”, contou ele.

Seguindo o que Deus havia falado em seu coração, João naquele momento, relatou a todos no final do culto, tendo se deparado com quase toda igreja lhe apoiando e identificando com ele, muitas pessoas orando por outras pessoas, muita adoração e oração. Neste momento o líder entendeu que seu problema, sua vulnerabilidade, serviu para abençoar outras pessoas, tendo-se liberto naquele dia.

“Fácil? Não, nem um pouco, mas Ele me sustentou, os primeiros 3 meses foram difíceis demais.”, disse ele.

Ele ainda deixou uma mensagem a todas as pessoas com relação ao tema.

“Ei, o cristianismo não forma super-heróis. Nos perdoe se um dia, nós líderes geramos uma falsa expectativa em vocês de um dia se tornarem homens poderosos. Não se condene por não ser um! Ajude seus amigos que estão assim, ore por eles, ame-os!”, finalizou João.

Publicidade

Belo testemunho, não!?

Editor-chefe do Gospel Minas. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês