Conecte-se conosco

Mundo

Médica cristã enfrenta acusações criminais na Índia por dizer que “Jesus cura”

Publicado

em

Dr. Sandhya Tiwari (Foto: Divulgação/ACN Times)

A Dra. Sandhya Tiwari, uma jovem cristã, foi suspensa do programa governamental em combate à segunda onda mortal da Covid-19, do estado de Madhya, na Índia; de tal forma que está enfrentando acusações criminais por falar de Jesus às famílias infectadas com o vírus.

De acordo com o site The Christian Post, em 22 de maio, a médica teria visitado casas na área de Bajna, no distrito de Ratlam, como parte de suas ações no programa. Então junto com um informativo sobre a dieta recomendada, ela distribuiu folhetos cristãos e incentivou as famílias pedirem a Jesus por cura.

Mas um dos ativistas da principal organização hindu na Índia, a Rashtriya Swayamsevak, se opôs à Dra. Tiwari, e fez um vídeo dele mesmo interrogando a médica. De forma rápida, ele compartilhou o vídeo nas redes sociais, na qual defende suas ações.

Publicidade

“O que há de errado em dizer a eles que Deus cura? Eu não disse a ninguém para se converter ou forcei ninguém a orar a Jesus, eu sou uma cristã, eu disse a eles que Jesus cura”; perguntou ela para o homem.

Em seguida, levaram a médica a uma delegacia de polícia e para a interrogarem.

A PERSEGUIÇÃO NA ÍNDIA VEM AUMENTANDO

Na segunda-feira, a Índia registrou 152.000 novos casos, o menor aumento diário em 50 dias, enquanto o número de mortes se manteve acima de 3000; The Times of India relatou.

Publicidade

Ataques e restrições aos cristãos têm aumentado desde que o Partido Bharatiya Janata venceu as eleições gerais de 2014 na Índia.

“Este é o estado de liberdade religiosa em nosso estado, podemos ser reservados para uma conversão que possamos ter com pessoas de outras religiões. Na maioria dos casos, os fatos são distorcidos para se adequar a uma agenda e, infelizmente, a máquina estatal é útil para vitimar as minorias”; disse o ICC, citando um cristão local.

Na época, o Portas Abertas disse que: “A visão dos nacionalistas hindus é que ser indiano é ser hindu, então qualquer outra fé – incluindo o cristianismo – é vista como não-indiana. Além disso, os convertidos ao cristianismo de origens hindus ou religiões tribais são frequentemente extremamente perseguidos por seus familiares e comunidades”.

Destaques do Mês