Conecte-se conosco

Mundo

Milionário e sua esposa fingem ser pobres para serem vacinados contra a Covid-19 em uma tribo indígena

Publicado

em

Rodney e Ekaterina Baker se passaram por pobres para tomar a vacina da Covid-19 – Foto: Reprodução

O milionário Rodney Baker e sua esposa Ekaterina Baker estão no centro das atenções depois que o casal fingiu ser pobre para se vacinar contra o coronavírus em uma comunidade indígena perto da fronteira com o Alasca.

Publicidade

De acordo com o Yukon News, os cônjuges viajaram no dia 20 de janeiro, de onde alugaram um avião fretado para pousar dois dias depois em Beaver Crrek, uma comunidade indígena.

O governo prometeu destinar certas quantidades de vacinas dos primeiros lotes recebidos para populações indígenas em áreas remotas, situação que os Bakers teriam aproveitado para ter acesso à vacina contra Covid-19.

Publicidade

Segundo o Yukon News, os cônjuges se faziam passar por trabalhadores de um hotel da região. Eles apresentaram as credenciais do seguro médico do local ao pessoal de saúde para que administrasse as doses.

Porém, com dúvidas sobre essa situação, os trabalhadores da saúde ligaram para o hotel onde supostamente trabalhavam e ficaram surpresos com o fornecimento de informações falsas.

O casal, que estavam se preparando para voar de volta para Vancouver, foram multados em US$ 900 (cerca de R$5 mil) após violarem o confinamento obrigatório de 14 dias e mentir em uma declaração juramentada.

Publicidade

Devido a este escândalo, o milionário renunciou na última segunda-feira como CEO da Great Canadian Gaming Corporation, uma empresa que possui pistas de corrida e cassinos em várias partes do Canadá.

Destaques do Mês