Conecte-se conosco

Mundo

Venezuela: Cristãos são agredidos e obrigados a comer páginas da Bíblia

Publicado

em

Cristãos tiveram os corpos marcados com facas e foram obrigados a comer páginas da Bíblia – Foto: Divulgação/Portas Abertas

Um grupo de criminosos atacou um centro de recuperação para viciados em drogas, chamado Doze Homens de Valor, um ministério da Igreja Cristã, localizado no setor El Arenal, em Mérida, na Venezuela. A informação foi divulgada pela Portas Abertas.

Quatro pessoas ficaram feridas no ataque e tiveram ferimentos graves na cabeça, braços e costas. Alguns cristãos tiveram fraturas e outros foram marcados em seus corpos com facas com um “X”, enquanto foram forçados a comer páginas da Bíblia.

Segundo a Portas Abertas, Adelis José Lobo, uma das vítimas do ataque, contou em um áudio compartilhado nas redes sociais o terror que viveu durante o ataque. Segundo ele, os homens armados invadiram o local, rendendo os seguidores de Jesus e os jogando no chão. Depois cobriram os rostos deles e os agrediram com paus e pedras.

Publicidade

O MOTIVO DO ATAQUE

O diretor do centro de recuperação, pastor Cristian Dugarte, relatou que os cristãos agredidos são pessoas em processo de restauração.

Ele acredita que os autores da agressão sejam grupos que são contra o trabalho realizado pela igreja, que luta para resgatar os jovens das drogas. O líder teme que os familiares das pessoas que estão no abrigo também enfrentam agressões, noticiou o Portas Abertas.

O pastor foi avisado pelos agressores para entregar uma lista dos que estavam no centro de reabilitação, mas não deu. O diretor de um reconhecido ministério no país, que preferiu manter a identidade em sigilo, acredita que “os agressores podem ser anticristãos”.

Publicidade

A diretoria do Conselho Evangélico da Venezuela pediu oração pela recuperação dos feridos e pelo pastor Dugarte, que ficou emocionalmente ferido pelos danos causados não só à propriedade física e humana, mas também pelo risco de continuar o ministério naquele lugar.

Os bombeiros da cidade compareceram ao local e prestaram atendimento aos feridos, os encaminhando para hospitais e centros de saúde. Além dos cortes e golpes pelo corpo, um dos homens teve um ferimento profundo na cabeça e outro teve o braço quebrado.

O Conselho Evangélico da Venezuela classificou o episódio como ação de ódio religioso. A igreja na Venezuela tem enfrentado pressão de várias formas e a nação estava presente na Lista de Países em Observação da Portas Abertas em 2020.

O local atacado é um centro de restauração de uma igreja na Venezuela – Foto: Divulgação/Portas Abertas

 

Destaques do Mês