Conecte-se conosco

Brasil

Em ato de fé, jovem se ajoelha e ora por homem que tentava se jogar de pontilhão

Publicado

em

Imagem: João Carlos Frigério

A incerteza e a insegurança atingiram algumas pessoas de forma desastrosa em meio à pandemia do novo coronavírus. O medo e o estresse intercalados com momentos depressivos podem ter sido os responsáveis por inúmeros casos de suicídio durante a quarentena.

O cenário, infelizmente, favoreceu o aumento do risco de casos, já que todos tiveram mudanças drásticas em sua rotina. E um caso que aconteceu neste sábado (03/03), retrata muito bem sobre esse assunto. Um homem não identificado tentou se jogar de um pontilhão. É mais um caso em meio à pandemia da Covid-19.

Mas, graças as orações, e o ótimo trabalho da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o homem desistiu de tirar sua própria vida. O caso aconteceu na tarde deste sábado em Londrina, no Paraná.

Publicidade

O CASO

Equipes da Polícia Militar e também do Corpo de Bombeiros foram mobilizadas para atender a uma ocorrência de tentativa de suicídio no pontilhão da avenida Dez de Dezembro sobre o entroncamento das avenidas Leste-Oeste com a Theodoro Victorelli, na região leste de Londrina, município há 381 km de Curitiba.

Um homem que não foi identificado estava no local tentando pular do viaduto. Segundo informações, ele estaria armado com uma faca.

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar tentaram convencer o homem a não tirar sua própria vida. E felizmente a ação dos militares foi bem sucedida, após seis horas de negociações.

Publicidade

ORAÇÃO PELO HOMEM

Uma cena chamou a atenção das pessoas que estavam acompanhando os trabalhos no local. Um jovem em um ato de fé se ajoelhou e começou a orar pelo homem.

Fotos feitas pelo fotógrafo João Carlos Frigério mostra o jovem não identificado ajoelhado orando tentando interferir para que o homem não pulasse do viaduto. As fotos e vídeos rodaram o país e emocionaram a todos pelo gesto do jovem. Assista abaixo:

De Belo Horizonte para o mundo. Editor do Gospel Minas. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês