Eyshila relembra morte do filho Matheus Oliveira e fala sobre superação

Neste domingo (14), fez quatro anos em que Eyshila perdeu seu filho vítima de meningite

Foto: Reprodução

A cantora gospel Eyshila Santos em uma publicação emocionante nas redes sociais lembrou a perda do filho neste domingo (14), data em que completou quatro do falecimento de Matheus Oliveira. A cantora voltou a afirmar que apesar da perda, ela continua superando a dor e que Deus tem dado a ela força a cada ano.

Matheus Oliveira tinha 17 anos quando em 14 de junho de 2016 veio a óbito, após agravamento do seu quadro de meningite, com encefalite perpética. Na publicação deste domingo, Eyshila falou sobre o processo de cura e pegou como base a passagem bíblica de Jesus no tanque de Betesda. Segundo a cantora, há um propósito em cada história de milagre e que Jesus “nem sempre cura a todos, mas Ele continua curando a muitos”.

 

Leia Mais:

+Em vídeo, Wesley Ros fala sobre racismo e critica vitimismo: “Eu não sou negro, eu sou preto”

+Rodolfo Abrantes e Digão fazem as pazes, após 19 anos de separação

+Pastor Davi Passamani é denunciado pelo MP-GO por importunação sexual

 

– Ele [Jesus] sempre foi mais dado à vidas e sempre tratou com cada uma delas de forma pessoal. Jesus nunca se importou em provar o seu poder, mas o seu amor. Ele nem sempre cura a todos, mas Ele continua curando a muitos. Eu imagino o restante dos enfermos daquele lugar se perguntando por que “a cura” chegou mas não os alcançou – Disse ela.

– Eu desconfio que “a cura” estava muito mais interessada em se revelar àquele homem e interagir com ele de forma pessoal do que mostrar sua performance. E Jesus continua agindo assim nos dias de hoje. Não é apenas sobre quantos são curados, mas sobre quantos são tocados. Há um propósito em cada história de milagre. Nos milagres que se vão e naqueles que ficam.

Ela continuou lembrando dos quatro anos da perda do filho Matheus e disse que encontrou forças em Deus para superar o vazio que o filho deixou na família.

– Faz quatro anos que o milagre sou eu. A cura entrou na minha vida e perguntou: “Quer ser curada?” Eu disse “sim” e Ele me deu força pra seguir em frente. Não seguir por vontade própria, mas por fé. Não pelo que eu vi, mas apesar do que eu não vi. Não pelo que eu sou, mas apesar de mim -Disse a cantora.

– Ele continua presente na minha vida. Eu continuo não sabendo tudo sobre Ele, mas Ele sabe tudo sobre mim, isso é o que importa. Obrigada, Jesus, por mais um ano que pude sobreviver a essa dor. Hoje essa data tem um novo significado pra mim: “superação”. Não me chamem mais de mãe que perdeu o filho, mas daquela que o devolveu ao seu destino. Hoje eu decido levantar da cama outra vez porque eu não sou mais escrava dessas lembranças. Tenho novos desafios pela frente, e vou vencer cada um deles em nome de Jesus – Disse Eyshila.

Além de Matheus Oliveira, Eyshila Santos e seu esposo, o pastor Odilon Santos, são pais de Lucas Santos, irmão mais novo de Matheus.

 

View this post on Instagram

Jesus poderia ter curado toda aquela multidão dos 5 pavilhões do tanque de Betesda? Claro que sim. Mas ele ignorou a multidão e tratou apenas de um homem. Teria sido um show de cura divina, mas Jesus nunca foi muito dado a shows. Ele sempre foi mais dado à vidas e sempre tratou com cada uma delas de forma pessoal. Jesus nunca se importou em provar o seu poder, mas o seu amor. Ele nem sempre cura a todos, mas Ele continua curando a muitos. Eu imagino o restante dos enfermos daquele lugar se perguntando por que "A CURA "chegou mas não os alcançou. Eu desconfio que" A CURA" estava muito mais interessada em se revelar àquele homem e interagir com ele de forma pessoal do que mostrar sua performance. E Jesus continua agindo assim nos dias de hoje. Não é apenas sobre quantos são curados, mas sobre quantos são tocados. Há um propósito em cada história de milagre. Nos milagres que se vão e naqueles que ficam. Faz quatro anos que o milagre sou eu. A CURA entrou na minha vida e perguntou: "Quer ser curada?" Eu disse"sim"e Ele me deu força pra seguir em frente. Não segui por vontade própria, mas por fé. Não pelo que eu vi, mas apesar do que eu não vi. Não pelo que eu sou, mas apesar de mim. O homem enfermo do Tanque de Betesda nem sequer sabia quem era Jesus. Que ironia do destino! Qual o critério de Deus para curar ou deixar de curar alguém? O que se passa na mente desse Deus? Realmente não posso assegurar, mas desconfio que, muito mais importante do que receber um milagre é SER UM MILAGRE em Deus. Ele continua presente na minha vida. Eu continuo não sabendo tudo sobre Ele, mas Ele sabe tudo sobre mim, isso é o que importa. Obrigada, Jesus, por mais um ano que pude sobreviver a essa dor. Hoje essa data tem um novo significado pra mim: "superação ". Não me chamem mais de mãe que perdeu o filho, mas daquela que o devolveu ao seu destino. Hoje eu decido levantar da cama outra vez porque eu não sou mais escrava dessas lembranças. Tenho novos desafios pela frente, e vou vencer cada um deles em nome de Jesus! Que o Espírito Santo siga consolando a cada coração nesse dia. #omilagresoueu #4anos #saudadeboa #Jesusvirá #océuédeverdade Leia João 5:1-18

A post shared by Eyshila (@eyshilasantos) on

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.