Conecte-se conosco

Mundo

Pastor cria programa para ajudar mulheres vítimas de abuso sexual

Publicado

em

Pastor da City on a Hill, James Reeves – Foto: Reprodução

O pastor sênior da Igreja City on a Hill, James Reeves, em Fort Worth, Texas (EUA); criou uma série de vídeos para ajudar as igrejas a atender às necessidades dos sobreviventes de abuso sexual. Já que os dados sugerem que quase uma em cada cinco mulheres sofreu com estupro (ou tentativa de estupro) em sua vida.

Publicidade

Ele argumentou que, embora algumas igrejas estejam hesitantes em abordar o problema, ele espera mudar isso com o programa que criou. Que também conta com um guia de estudo que acompanha as mulheres para fornecer ajuda, esperança e cura do abuso sexual.

James Reeves afirmou que percebeu que a Igreja tratava apenas das questões sexuais dos homens e não abordava o problema da violência sexual, que muitas mulheres foram vítimas.

Publicidade

“Então, estávamos lidando com a questão sexual dos homens, mas não estávamos abordando o fato de que havia mulheres que eram sobreviventes de abuso sexual. Uma em cada três mulheres, provavelmente, é o que dizem nas igrejas hoje”, disse.

“Foi muito frustrante para mim, então decidi fazer o projeto”, explicou o líder.

De acordo com os dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, uma em cada cinco mulheres sofreu abuso sexual. Um terço das sobreviventes relata ter sofrido abuso entre os 11 e 17 anos e uma em cada oito vítimas antes dos 10 anos.

Publicidade

PROGRAMA DESTEMIDAS

O programa de apoio tem o nome de “Fearless” (“Destemidas”, em português). Assim James Reeves diz que essa é uma oportunidade para a Igreja se tornar uma “ponta de lança da cura” para os sobreviventes. Ele descreveu a série como um “catalisador” para iniciar a conversa. Pensado justamente como uma ferramenta para reunir as mulheres em um lugar seguro para que saibam que não estão sozinhas.

Segundo o site The Christian Post, o projeto, com duração de cinco semanas, conta com uma série de vídeos com sessões de 25 minutos com testemunhos de mulheres que superaram o trauma. Todas as mulheres que compartilham suas histórias na série são sobreviventes de agressão sexual e ajudam outras sobreviventes. Depois que assistem os vídeos, as mulheres se dividem em pequenos grupos de apoio, guiados por um curador treinado. E com o fim de ajudar ainda mais, há também uma série de acompanhamento de oito semanas.

Para o líder, o problema da violência sexual contra mulheres deve ser tratado pela Igreja, que deve ser um lugar seguro para as mulheres se curarem.

“Este é um assunto sobre o qual a Igreja pode falar. A Palavra de Deus diz muito sobre isso, e devemos falar sobre isso. Precisamos ajudar as mulheres que passaram pelo trauma dessa violação. [A Igreja] é o melhor lugar. Nossa cultura agora está realmente se abrindo para isso e para a oportunidade na igreja local”, afirmou o pastor James Reeves.

Publicidade

As séries e grupos também são ferramentas para trazer outros a Cristo, enfatizou o líder.

 

Destaques do Mês