Prefeitura de SP cancela Marcha para Jesus por causa do coronavírus

O maior evento cristão do mundo ocorreria em 02 de novembro deste ano

Marcha Para Jesus 2017 – Foto: Estadão/Rafael Arbex

Os organizadores da Marcha Para Jesus da cidade de São Paulo anunciaram na tarde desta sexta-feira que o evento, que ocorreria em 02 de novembro deste ano, foi cancelado. De acordo com a nota publicada pela organização, o motivo do cancelamento seria para atender às recomendações de segurança da Prefeitura de São Paulo por conta da pandemia da Covid-19 e assim evitar aglomerações.

O comunicado veio após a Prefeitura de São Paulo anunciar, em coletiva no começo da tarde  desta sexta-feira (24), o cancelamento da Marcha presencial por conta da pandemia do novo coronavírus.

 

Leia Mais:

+Pastor da Primeira Igreja Batista de Corumbá, morre vítima de Covid-19

+Chefe de grupo criminoso ameaça bispo da Igreja Universal em Angola

+“Eu era a pior e não sou digna de Deus”, diz Andressa Urach em entrevista

 

– A organização da Marcha para Jesus informa que, atendendo às recomendações de segurança da Prefeitura de São Paulo por conta da pandemia da Covid-19, não realizará o evento presencialmente como estava proposto no dia 2 de novembro – Disse a nota.

Por outro lado, no mesmo dia, será organizada uma carreata solidária no formato drive thru. A finalidade, segundo os organizadores, será para arrecadar alimentos.

Além disso, haverá uma live show para a 28ª edição do evento que tem como tema “O Príncipe da Paz”, uma referência ao texto bíblico de Isaías 9 que anuncia a vinda de Jesus. As informações detalhadas da 28ª edição da Marcha será anunciada pela organização nos próximos dias.

Cancelamentos de grandes eventos

Além da Marcha Para Jesus, a Prefeitura de São Paulo decidiu adiar o carnaval de rua e os desfiles das escolas de samba de 2021 devido à pandemia do coronavírus. Além disso, a Parada LGBT também foi cancelada pelas autoridades municipais.

– Apesar de uma queda [nos registros de casos e mortes] e de a cidade estar evoluindo no Plano São Paulo, nós ainda estamos enfrentando a pandemia. Então os anúncios de hoje são de cancelamento de grandes eventos – Disse o prefeito Bruno Covas em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

– No ano passado a Marcha para Jesus juntou 3 milhões de pessoas e trouxe um benefício econômico para cidade de R$ 217 milhões. A organização da Marcha já afirmou que não fará em 2 novembro de forma presencial. Nos próximos dias vão apresentar para a prefeitura outro formato que não será de forma presencial – Disse o chefe do executivo municipal.

 


Siga o Gospel Minas no Google News


 

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.