Bebê de 8 meses vence doença rara no coração e mãe orienta: “Confiem no Senhor”

Sara Lis é uma bebê de oito meses de idade e é considerada um milagre por sua família, após ela vencer uma doença rara no coração

Pequena Sara Lis – José Aldenir

Sara Lis é uma bebê de oito meses de idade e é considerada um milagre pela sua família, após ela vencer uma doença rara no coração.

Publicidade

Tudo começou em 2020, quando a mãe, Maria Cirilo, viveu momentos desesperadores dias após dar à luz à pequena Sara. Em casa, depois de amamentar e colocar a bebê para arrotar, viu a filha vomitando em jatos e ficando roxa.

A bebê foi levada imediatamente ao hospital na cidade onde mora, Caicó, município do Rio Grande do Norte. Devido a falta de uma UTI neonatal na cidade – de 68 mil habitantes -, Sara foi transferida para a cidade de Santa Cruz, a 150 km de distância.

Publicidade

Após passar por alguns exames, os médicos constataram que a recém-nascida tinha uma doença rara chamada cardiopatia congênita grave – que é uma anormalidade na estrutura ou função do coração que surge nas primeiras oito semanas de gestação.

“A cardiopatia acontece quando o bebê está sendo gerado na barriga da mãe e desenvolve uma má formação no coração. Essa má formação pode ser de vários tipos, o de Sara Lis é uma interrupção no arco da aorta: ele chegava em determinado ponto e parava, não continuava, como é o normal”, disse a mãe ao Portal AgoraRN.

“Ela teve uma sepse, uma infecção muito grave, a demanda de sangue para os membros inferiores não foi normal e os órgãos começaram a parar”, explicou a mãe.

Publicidade

ORAÇÕES EM PROL DA PEQUENA SARA

De acordo com o AgoraRN, ainda na cidade de Santa Cruz, enquanto tratava a infecção, os médicos disseram aos pais que estavam fazendo tudo o que era possível, mas que não poderiam garantir a sobrevivência da bebê. Nesse momento, a família e amigos de Sara começaram uma corrente de oração pela vida da criança.

“Nós somos cristãos, e a gente começou a pedir a todas as igrejas para fazer campanha de oração pela vida de Sara Lis. Até pessoas que não conheciam ela, de outras cidades, no Ceará e em São Paulo, tinha pessoas orando. Foi uma corrente de oração muito grande”, relatou Maria.

Depois de 21 dias, a pequena foi transferida para a capital, Natal, para realizar sua primeira cirurgia. Inicialmente Sara passou por uma cirurgia paliativa, e no final de janeiro deste ano, ela passou por outra cirurgia, desta vez corretiva.

O procedimento durou 7 horas e a mãe conta que se apegou à fé e ficou de joelhos na porta do centro cirúrgico.

“Eu fiquei na porta do centro cirúrgico de joelhos orando, clamando a Deus pra que ele me desse oportunidade de poder vê-la sorrindo, feliz e de criá-la, porque o desejo de uma mãe é criar o seu filho, vê-lo com vida e com saúde. A minha gratidão a Deus é enorme, porque Sara Lis é um milagre, por tudo que ela já passou, ela é um milagre. A gente sempre costuma dizer ‘Sara Lis é nossa princesa, linda e guerreira’”, disse a mãe.

Sara Lis sorridente no colo da mãe, Maria Cirilo – Foto: José Aldenir

Publicidade

UM GRANDE MILAGRE DE DEUS

As orações da mãe e de toda a família surtiram efeito: a cirurgia deu certo e no dia 15 de fevereiro Sara recebeu alta. Agora, ela está na casa de apoio da Associação Amigos do Coração (Amico), onde a família tem um espaço com estrutura adequada para o pós-operatório, com a assistência de todos os profissionais que fazem parte da organização para a recuperação da pequena.

“Muita gratidão a Deus, ao doutor Madson e toda a equipe do Hospital Riogrande. Eles têm um amor por essas crianças, de domingo a domingo eles estão naquele hospital dando amor e assistência”, contou Maria, que após 8 meses desejando poder trocar de lugar com Sara para evitar o sofrimento dela, se vê mais perto de voltar para casa com a filha nos braços.

Segundo o AgoraRN, a previsão é de que, se estiver tudo bem, a pequena Sara receberá alta ainda em fevereiro, e a família vai poder voltar para Caicó. Em tom de agradecimento, Maria relembra um versículo bíblico que a ajudou nos momentos difíceis que enfrentou: “Confiem para sempre no Senhor, pois o Senhor, somente o Senhor, é a Rocha eterna” (Isaías 26:4).

 

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.