Jovem que morreu afogado em praia pediu oração e perdão antes de se afogar

O jovem havia desaparecido ao entrar no mar, em Bertioga, no litoral de São Paulo, mas acabou se afogando. Seu corpo foi localizado em uma praia de São Sebastião, uma semana depois do incidente

Jefferson Rodrigues desapareceu no mar, em Bertioga, no litoral de SP — Foto: Arquivo Pessoal

Jefferson Rodrigues Daniel, de 24 anos, havia desaparecido ao entrar no mar, em Bertioga, no litoral de São Paulo, mas acabou se afogando. Seu corpo foi localizado em uma praia de São Sebastião, cidade vizinha de Bertioga, após uma semana de buscas. Jefferson chegou a pedir uma oração a um primo, antes de desaparecer.

+ Mulher de Chadwick Boseman e igreja herdarão fortuna deixada pelo ator

O incidente foi no último dia 30 quando Jefferson visitava a praia com os tios e primos. A irmã dele disse que aquela era a primeira vez que Jefferson visitava a praia. Em dado momento do dia, o rapaz entrou no mar com os familiares, mas a forte corrente o puxou para o fundo. Os primos conseguiram se salvar, mas ele acabou se afogando.

– Meu irmão falou que ele estava muito fraco, que precisava de ajuda. Ele ainda falou para eles orarem, porque podia ser a última chance dele – Disse a irmã Jeniffer Rodrigues Daniel.

+ Ator de ‘Deus Não Está Morto’ anuncia separação: “Depois de muitas orações e aconselhamentos”

Durante uma semana, bombeiros fizeram buscas para tentar localizar Jefferson que foi encontrado por pescadores que navegavam por São Sebastião, na manhã do último sábado (05).

– Estou tendo nem mais forças para chorar. Peço forças à Deus para poder ajudar meus pais. Eles estão passando muito mal. Era um menino novo, tinha sonhos. Uma morte tão de repente. Em pensar que ele estava feliz, que era a primeira vez dele na praia, a gente fica sem entender o porque – Afirma a irmã.

Jeniffer disse que apesar da dor da perda do irmão, disse que angústia acabou, pois encontraram o corpo de Jefferson.

+ Pastor Cláudio Duarte rebate Antônia Fontenelle após ser acusado de minimizar a pedofilia

– Meu medo era a gente não encontrar nunca mais, nem para se despedir. Agora a dor acabou. Saber que ele está em um bom lugar me acalma o coração – Finaliza.

O corpo do rapaz foi enterrado no domingo (06), em São Paulo.

“Me dê meu último perdão”

O primo Kleber Henrique Rodrigues da Silva, de 18 anos, foi a última pessoa a ter contato com Jefferson. Ele conta que eles estavam com a água pela cintura, até que a maré começou a subir e eles não conseguiam mais nadar. Kleber conta que, em certo ponto, os demais se separaram e apenas Jefferson e eles permaneceram juntos, momento em que o jovem pediu uma oração.

– Ele falou para mim ‘não consigo mais, estou sem fôlego’, e pediu para eu orar. Ele dizia ‘me dê meu último perdão’ , e eu também comecei a me afogar. Nesse momento a água começou a me levar – Relembra Kleber.

Kleber diz não lembrar do momento em que foi socorrido, apenas de quando já estava na faixa de areia.

Foto foi tirada minutos antes de jovem desaparecer no mar em Bertioga, SP — Foto: Arquivo Pessoal

 

* TVTRIBUNA

 


Receba as notícias do Gospel Minas no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp: bit.ly/2R9Ign9

Telegram: bit.ly/2CNJQY7

Siga o Gospel Minas no Google News


 

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.