Pastor Antônio Júnior explica porque o Diabo não quer que lemos a Bíblia

O pastor nos instiga e desafia a ler a Bíblia, não só para conhecimento dos princípios e caráter cristão, mas profundamente em revelação do Espírito.

Pastor Antônio Júnior explica porque o Diabo não quer que lemos a Bíblia

Foto: Reprodução/Instagram

Em vídeo postado em seu canal do You Tube, o Pastor Antônio Júnior nos instiga e desafia a ler a Bíblia, não só para conhecimento dos princípios e caráter cristão, mas profundamente em revelação do Espírito. Ele afirma que “a pessoa que medita na palavra dia e noite, tem uma vida restaurada, vitoriosa e bem guardada pelo Senhor”. Ele afirma também que há um mover, uma batalha no mundo espiritual para que não conheçamos mais de Deus e de sua palavra; saiba que a palavra de Deus é a chave para uma vida poderosa e de vitória.

O texto chave da publicação está em Efésio 6:13 a 17. “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mal e, estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; Tomando sobretudo o  escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.”

Ele explica cada detalhe do versículo referência. A couraça e o capacete são para proteção; os sapatos para te ajudar a caminhar no terreno da batalha; o escudo te protege dos ataques do inimigo e a espada para causar danos.

“Por isso você deve afiar a sua espada, ou seja, você precisa estuda-la profundamente, não somente para obter conhecimento, mas para que você não seja enganado pela astúcia do inimigo”, disse ele.

Ler a bíblia, com constância, em alinhamento com Espírito de Deus, trará para sua vida transformação interior, libertação de toda prisão da alma e fortalecimento espiritual para o dia mal. O principal fruto a ser adquirido é de ser amigo e íntimo de Deus.

Vamos ler a bíblia?

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.