Conecte-se conosco

Colunistas

Quem, de fato, é Jesus?

Publicado

em

Quem, de fato, é Jesus?

Foto/Reprodução

Se te apresentaram Jesus como um cara legal, um jovem revolucionário com aspirações políticas e ideológicas, sinto lhe informar, mentiram para você. Jesus não se encaixa em nossas descrições limitadas a respeito de sua identidade. Em primeiro, para conhecer Jesus de verdade é necessário ater-se a Bíblia, e somente ela. Fora disso, trata-se de invenções humanas eivadas de frustrações com a realidade, que tem gerado apenas um Jesus caricato, ideologizado ao século XXI e longe do Cristo revelado nas Escrituras.

Publicidade

Isto posto, com base na Palavra, Jesus é nos apresentado como o Filho de Deus (1ª João 5:5), eterno e imolado desde a fundação do mundo (1ª Pedro 1:19, 20), perfeito, santo e justo. Aquele que despiu da sua glória para entrar em nosso mundo caótico a fim de nos resgatar (2ª Coríntios 5:21). Esse é um sucinto resumo de quem Jesus é, e o que Ele veio fazer. Entenda, Jesus não foi crucificado por defender o governo, minorias ou questões sociais. Ao lado dEle no fatídico dia, em dias anteriores e posteriormente, vários indivíduos foram crucificados e mortos por esse motivo, mas Jesus não.

Jesus se entregou para pagar pelos pecados de todo aquele que nEle crer. O evangelho não é uma resposta à pobreza, como muitos alegam, mas uma resposta ao pecado. A violência, desigualdade, pobreza e todos os tipos de mazelas humanas são apenas resultados da nossa depravação provocada pelo pecado. Jesus veio te libertar de você mesmo, das suas vontades egoístas e obscuras e da ira que seu pecado desperta em Deus. Negros, brancos, pardos, pobres, ricos, moralistas, pervertidos, libertinos, religiosos, ateus, capitalistas, liberais, socialistas, progressistas, todos, sem exceção, fora de Cristo, estão caminhando para a condenação eterna.

Publicidade

É por isso que não basta só falar de Jesus, ter uma camiseta ou cordão com seu nome, como muitos têm feito. É necessário falar do Jesus verdadeiro, longe das facetas e limitações de nossas representações ideológicas e políticas. Defender um Jesus de direita ou de esquerda é enquadrar Deus em uma redoma reducionista da existência humana. Jesus não é agradável para nenhum sistema econômico, para nenhum líder humano, para nenhum sistema de poder. Jesus é o Senhor e Salvador, e sua mensagem assustadora e intragável. Não faça de Jesus seu amuleto religioso. Trate-o como absoluto em sua vida e vida para segui-lo de forma sincera e verdadeira.

Isaías Fernandes é natural de Belo Horizonte/MG e é casado com Núbia Mariele, pastor da Igreja Batista da Lagoinha em BH e advogado. Tem formação em Teologia e Direito. Isaías também é apaixonado por leitura e livros. Você pode acompanhá-lo pelo Instagram: @idfernandeslucas.

 

Publicidade

Isaías Fernandes é natural de Belo Horizonte/MG. É casado com Núbia Mariele, pastor da Igreja Batista da Lagoinha em BH, advogado. Tem formação em Teologia e Direito. Isaías também é apaixonado por leitura e livros.

Destaques do Mês