Conecte-se conosco

Gospel

Alessandro Vilas Boas diz que igrejas têm investido em eventos e não em pessoas e faz alerta aos ministérios

Publicado

em

Alessandro Vilas Boas diz que igrejas têm investido em eventos e não em pessoas e faz alerta aos ministérios

Foto: Reprodução/Instagram

O cantor e compositor cristão, Alessandro Vilas Boas lembrou, em um vídeo publicado por ele nesta terça-feira (17), que nesse tempo onde o surto de uma doença tem tirado o sossego das pessoas, o corpo de Cristo, que é a Igreja, irá fazer a sua parte se prevenindo, a igreja irá cuidar dos fiéis e tomar as medidas tendo a segurança das pessoas como o foco. Com isso, as pessoas terão que ser sobrenaturais e ousados neste momento, ou seja, fazer a parte como cristão de fé, orando pela cura dos doentes e a erradicação da doença, além disso, será necessário cada um estar atento, ser correto e humano. O canto também disse que é necessário que haja cultos online, realizar cultos com poucas pessoas ou cultuar nas casas e discipulados.

Alessandro disse que a igreja por muito tempo vem investindo em estruturas e em eventos e que agora, quando a igreja e o mundo estão sob uma ameaça em que tem mudado drasticamente a cultura das pessoas, a exemplo dos países que anunciaram quarentenas na população, nestas situações, disse o cantor, que “Quando a coisa pega, elas [estruturas e os eventos] não tem poder para sustentar as igrejas”. Ele justificou sua mensagem citando que os templos vêm sofrendo economicamente devido à baixa arrecadação de dízimos e ofertas e que poderá afetar o pagamento de integrantes da igreja, como funcionários, pastores e outros serviços necessários poderão parar.

+Jovem é batizado em banheira de casa em meio à quarentena na Itália

+Igreja Universal não está vendendo álcool gel ungido por R$ 500,00

+Trump pede que pessoas orem contra o Covid-19: “Com a ajuda de Deus, venceremos essa ameaça”

Por muito tempo, segundo Alessandro Vilas Boas, a igreja tem ganhado com eventos realizados no decorrer dos meses, mas que deixou de investir e focar nos irmãos, o corpo de Cristo, e consequentemente sofrer pelos problemas quando uma crise é instaurada, como é o caso do coronavírus. Ele disse que a prioridade é dar destaque aos cultos nas casas, investir espiritualmente em pessoas, nos discipulados, na igreja viva, também construir o evangelho dentro das pessoas e não para as pessoas. Ele lembrou que se a internet acabasse ou se o tempo acabasse hoje, os ministérios e as igrejas sofrerão muito com isso.

“Vamos orar persistir em oração, liberar cura e ser cidadãos, mas vamos pensar nisso, antes de construir 40 andares para cima, vamos construir 80 para baixo, vamos construir igrejas nas pessoas, não vamos atrair o povo para uma reunião bonita, mas vamos ser uma igreja viva, familiar e que se move no sobrenatural, que move o dom, uma humanidade do Filho do Homem, uma humanidade pura, que revela o amor, humildade e a mansidão do nosso Pai.”, disse o cantor.

Para finalizar sua mensagem, o líder disse acreditar no tempo do Senhor. Ele alertou os ministérios e pregadores que se focarem em fazer apenas “Para Fora” e sem construir para dentro, terão grandes problemas como agora estão tendo. Segundo ele, é tempo de reprojetar os ministérios para dentro das igrejas.


Receba nosso conteúdo EXCLUSIVO no Whatsapp! Clique Aqui!

Publicidade
1 Comentário

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Destaques do Mês