Conecte-se conosco

Brasil

Após roubar pastor, homem se arrepende e envia carta pedindo perdão: “Não sou uma pessoa ruim”

Publicado

em

Homem rouba pastor e se arrepende – Foto: Reprodução

Um homem de 28 anos foi preso pela Polícia Civil suspeito de roubar um carro e dois celulares de um pastor evangélico na porta da igreja, após uma celebração, em Goiânia. Ele se arrependeu do crime e escreveu uma carta com pedido de desculpas. A prisão ocorreu na semana passada, mas viralizou na internet nos últimos dias.

Publicidade

“Em primeiro lugar eu gostaria de lhe pedir encarecidamente que me perdoe pelo que eu fiz com o senhor e sua família. Quero que saiba que eu estou muito arrependido e ferido com o que eu fiz. Eu não sou uma pessoa ruim, eu estava muito e bêbado drogado”, escreveu o homem na carta.

João Marcos Landmann cometeu o crime em 15 de novembro, porém, o suspeito foi preso mais de um mês depois, na quarta-feira (16/12), após ser expedido o mandado de prisão temporária pela Justiça.

Publicidade

O delegado responsável pelo caso, Bernardo Comunale, explicou ao Portal G1 que o jovem ainda foi preso em flagrante por receptação durante o cumprimento do mandado de prisão por estar com uma moto roubada.

Objetos devolvido pela esposa do homem

Segundo a Polícia Civil, uma mulher ligou para o pastor afirmando que tinha achado um dos celulares roubados e que queria o encontrar para devolver o telefone. No momento do encontro, ela revelou que era a mulher do investigado e entregou a carta escrita pelo marido.

No texto, João conta onde abandonou o carro, em uma região da cidade. Logo depois, o pastor recuperou o veículo. O homem ainda disse na carta que frequentava uma igreja, mas se desviou por causa de bebida alcoólica e drogas.

Publicidade

“Eu sou batizado na Igreja Adventista do Sétimo Dia, mas acabei me desviando através da bebida e acabei me envolvendo com cocaína também”, disse ele.

O homem segue pedindo perdão ao pastor e chega a citar que aprendeu que o perdão salva a alva.

“Quero devolver seu carro e seu telefone, você me falou que Deus tem um plano em minha vida, qual seria? Eu ando meio perdido, não sei o que fazer. Aprendi na Bíblia que o perdão salva a alma, por isso que eu imploro que o senhor e sua família me perdoe, por favor, seu nome é João e o meu também é João Marcos”, escreveu.

“Por favor, senhor João, me perdoe. Quem sabe, você se torne meu pastor um dia. Obrigado”, finalizou ele.

Ele usava tornozeleira eletrônica no dia do roubo, pois responde por um roubo a mão armada, praticado em junho de 2019.

Publicidade

Leia a carta completa:

“Pastor João. Em primeiro lugar eu gostaria de lhe pedir encarecidamente que me perdoe pelo que eu fiz com o senhor e sua família. Quero que saiba que eu estou muito arrependido e ferido com o que eu fiz. Eu não sou uma pessoa ruim, eu estava muito e bêbado drogado. Não, que isso justifique meus atos, queria poder nunca ter feito isso, mas a liberdade é que algum momento em minha vida eu me afastei de Deus. Sabe, eu sou batizado na Igreja Adventista do Sétimo Dia, mas acabei me desviando através da bebida e acabei me envolvendo com cocaína também. No dia 20 de junho do ano passado, eu fui preso por causa do artigo 157, roubo a mão armada. Fiquei preso até o dia 21 de setembro deste ano, passei por coisas terríveis e foi muito sofrimento. Outra grande eu roubei o senhor, eu estava usando a tornozeleira eletrônica. A polícia foi na minha casa e eu fugi. Passei a noite no mato e a polícia quase me matou. Eu não queria voltar para a cadeia, estou com muito medo. Minha esposa está desesperada. Minha mãe e meu pai estão com medo também. Sem falar nas minhas filhas. Que que ouviram tudo. Quero devolver seu carro e seu telefone, você me falou que Deus tem um plano em minha vida, qual seria?

Eu ando meio perdido, não sei o que fazer. Aprendi na Bíblia que o perdão salva a alma, por isso que eu imploro que o senhor e sua família me perdoe, por favor, seu nome é João e o meu também é João Marcos. A minha vida está uma bagunça, só por causa do da tornozeleira eu não consigo arrumar um emprego e é tantos os problemas que venho enfrentando. Eu não devia ter feito isso, não. Isso não tem sentido. Eu preciso de ajuda. Talvez seja você a ajuda que eu preciso sobre se eu for preso de novo. Eu vou ficar uns cinco anos preso, eu estou pedindo por favor, se o senhor puder me perdoar e retirar a queixa. O senhor estava me ajudando muito, muito mesmo queria lhe pedir perdão pessoalmente, mas eu estou com muito medo, minha esposa estará entregando a você o seu telefone e a chave do seu carro e esta carta. Peço que tenha paciência com ela, pois ela não tem culpa de nada, ela é uma mulher maravilhosa com quem eu quero me casar na igreja. Quanto ao carro, ele se encontra na Rua Benedito Pereira de Castro no Jardim São José, não tem um arranhão. Por favor, senhor João, me perdoe. Quem sabe, você se torne meu pastor um dia. Obrigado”.

carta

Homem escreve carta de arrependimento após roubar carro de pastor em Goiânia, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil

 

 

Editor-chefe do Gospel Minas. Cristão, jornalista e empreendedor de BH/MG. Amante da arte, comunicação e jornalismo. Pronto para servir o povo cristão com excelência. Contato: (31) 99583-5239 - [email protected]

Destaques do Mês