Mulher com Covid-19 volta a respirar após oração: “Sabia que não me deixaria nas trevas”

Djenane Pereira Fernandes Almeida tem 40 anos e está testemunhando sua história de vida

Djenane Pereira Fernandes Almeida – Foto: Arquivo Pessoal

Djenane Pereira Fernandes Almeida tem 40 anos e está testemunhando sua história de vida, após se curar da Covid-19, o novo coronavírus. Na fase mais crítica da infecção pela doença, a mulher realizou uma oração à Deus, depois disso, ela conseguir respirar de novo.

+ The Send Brasil rebate acusações do Portal Intercept: “Não vamos parar”

– Só estávamos eu e Deus naquele momento. Pedi a Ele em voz alta: ‘me dê uma segunda chance de viver, Senhor’ – Disse a mulher.

Djenane mora na cidade de Serra, no Espírito Santo, e é técnica de Enfermagem por formação, mas estava trabalhando como cuidadora de idosos. Ela sentiu que estava com febre no final de maio e sentiu que deveria buscar um médico. Após realizar um teste rápido, foi constatado a infecção pelo vírus.

+ Hospital de Recife realiza aborto em menina estuprada pelo tio

Uma semana depois, passando mal e muito fraca, retornou ao posto de saúde onde havia procurado atendimento pela primeira vez. Por ser diabética, recebeu medicação para o estômago e para as dores.

Mas o quadro de Djenane só piorava. No dia 31 de maio, um domingo, com a visão embaçava devido à diabetes alta, ela voltou à unidade de saúde, pela terceira vez, levada pela família. Ao chegar, teve de ser colocada no aparelho para melhorar a oxigenação. No dia seguinte, o médico disse que ela teria de ser levada para o hospital para ser intubada.

– As minhas dores viraram desespero. Por ser diabética, eu sabia que meu corpo não resistiria a uma intubação. Quando a ambulância chegou para me levar, um funcionário perguntou se eu acreditava em Deus. Eu disse que sim e que, por isso, ficaria tudo bem – Disse ela.

+ Damares Alves pede orações para menina de 10 anos estuprada no ES

Ao dar entrada no Hospital Jayme dos Santos Neves, onde trabalhou por quatro anos, a saturação de oxigênio de Djenane estava em 53%.

– Como profissional da saúde, eu sabia que teria que ser intubada. Falei com os médicos que eu iria melhorar, que não precisaria naquele momento, por isso me colocaram no equipamento de oxigênio – Lembra.

No dia seguinte, ela ainda não havia voltado a respirar bem e a equipe do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) a mudou de posição na cama de hospital. Foi quando uma enfermeira levou para Djenane uma Bíblia a pedido de Djenane .

+ Victor Azevedo é criticado ao dizer que “Fomos gerados pelo sêmen de Deus”

– Já era madrugada quando eu conversei com Deus novamente, contei que Ele me fortalecia. Sabia que não me deixaria lá, nas trevas – Contou.

Pela manhã, Djenane aguardava a vinda da médica que iria medir a saturação do oxigênio e tomar a decisão de intubá-la. Ao ver de longe a médica atendendo outros pacientes, ela passou a cantar louvores, em voz alta, ainda deitada. Impressionada, a médica se aproximou e percebeu que a saturação havia subido e estava em 98%, taxa excelente para uma paciente que dependia de aparelhos até pouco tempo atrás.

– Eu tive que aprender a respirar de novo. E falei com Deus novamente: ‘daqui eu vou para minha casa’. Eu sou o verdadeiro milagre Dele, vivi de novo. A minha conversa com Deus me fez estar aqui, junto com meus filhos e meus familiares – Disse radiante.

Ao todo, foram 8 dias no hospital. Djenane teve alta e logo se encontrou com a irmã. A maior felicidade dela é poder ficar com os filhos de 15 anos e 17 anos. Agora, ela vibra em acordar a cada dia, poder comer, escovar os dentes e realizar todas as atividades do dia a dia sem depender de ninguém.

– Doente, você precisa das pessoas para tudo. Eu vi gente morta sendo carregada em sacos plásticos pois não tinham conseguido vencer a Covid. Essa doença não escolhe nem negro e nem branco, nem rico e nem pobre, ela não faz diferença se é homem ou mulher. Quando falamos de saúde, todos são iguais e agradeço muito a Deus por tê-la novamente – Completou.

 

Com informações de A Gazeta.

 


Siga o Gospel Minas no Google News


 

COMENTÁRIOS

Os comentários não representam a opinião do Gospel Minas; a responsabilidade é do autor da mensagem.