Conecte-se conosco

Gospel

Pastor Anderson Silva diz que o evangelho celebrará arrependimento da trans Susy

Publicado

em

Pastor Anderson Silva diz que o evangelho celebrará arrependimento da trans Susy

Foto: Reprodução/Instagram

O pastor Anderson Silva, em uma live em sua conta oficial no Instagram, compartilhou sua opinião sobre o caso da trans da matéria exibida pelo ‘Fantástico’ da TV Globo que vem causando grande repercussão no país pelos crimes cometidos por ela.

O pastor disse que precisamos entender algo muito importante, segundo ele, a palavra de Deus fala muito sobre justiça, mas que não deve ser é a vingança. Para ele o evangelho de Jesus não imputa um sofrimento perpétuo às pessoas que já estão cumprindo penas e principalmente quando ela estiver arrependida diante dos homens e de Deus e criticou a TV Globo pela exibição o programa.

“Não se dar pra confiar na pauta reconstrutiva proposta pelo Globo e pelo Fantástico, não conhecemos o doutor (Drauzio Varella), mas se comprou o pacote também não é digno confiança quanta as motivações ideológicas do que eles estão proposta com aquele tipo conteúdo.”, disse Anderson.

Ele disse também que o assunto ganhou contornos políticos e ideológicos dos dois lados, tanto conservador e a liberal progressista, e os cristãos querem enquadrar toda a situação a partir das perspectivas política, mas o pastor lembrou que nestas situações quando atinge a fé de alguém, cada uma deve saber dos limites para agir diante da situação.

“O evangelho é justiça, mas o evangelho não é vingança.”, disse o pastor se referindo a forma que os cristão agem diante de um caso como a da trans Susy.

+Diretor de Preto no Branco sobre críticas a clipe: “pessoas preconceituosas ou ignorantes”

+Multidão ora em frente a shopping de SP onde jovens cometeram suicídio

+Missionário R. R. Soares comemora 47 anos de casado

O pastor também falou dos crimes cometidos pela transexual Susy que estuprou e estrangulou o garoto de 9 anos, além de deixar seu corpo apodrecer em sua sala por 48 horas. Para Anderson o evangelho de Deus é plenamente justo para se indignar com as vítimas do caso, além disso, a palavra de Deus também celebra a possibilidade de arrependimento do agressor após seu julgamento e sentença.

“O perdão de Deus não anula a lei e a punição. O homem arrependido diante de Deus, não sugere que Deus vai impedir que a condenação social (da reputação dele) e judicial (do crime dele) sejam anuladas. Nós não podemos como povo de Deus, por exemplo, não celebrar a possibilidade de uma ressocialização e arrependimento deste indivíduo, mesmo que o fato seja extremamente danoso e rancoroso para quem viveu a situação.”, diz o pastor.

Anderson Silva disse também que as pessoas não conseguem fazer a reflexão toda de um caso e elas acabam confundindo a justiça com a perpetuação de sofrimento, ele exemplificou essa situação.

“Quando eu falo que a mulher não é um experimento religioso para o arrependimento masculino, diante das violências cometidas contra a mulher, cabe a ela o direito de divórcio e eu não posso, como um líder religioso, criar um raciocínio doutrinário e ideológico que impeça aquela mulher do direito que lhe cabe. Com isso eu não estou dizendo que não cabe o arrependimento ao homem, eu só estou dizendo que é direito da mulher permanecer casada e julgar ser válido e ilícito o arrependimento daquele homem. Mas a gente mistura as coisas.”, disse Anderson.

Anderson Silva concluiu que um criminoso deve pagar por todos os seus crimes e as pessoas não podem gerar narrativas de empatia que tirem o peso do ato da transexual Susy. Para ele, o evangelho participou no censo no clamor de justiça pela família, e no decorrer da pena e a pós, o evangelho irá conceber a possibilidade de arrependimento a trans Susy.

“Não podemos confundir a justiça do reino de Deus com a vingança humana.”, finalizou o pastor em uma live feita em sua conta no Instagram.

https://www.instagram.com/tv/B9hy1JNDReL/?utm_source=ig_web_copy_link

 

3 Comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques do Mês

Você não pode copiar o conteúdo desta página